SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue5Breathing exercises in upper abdominal surgery: a systematic review and meta-analysisCardiopulmonary exercise testing in the early-phase of myocardial infarction author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Physical Therapy

Print version ISSN 1413-3555

Abstract

VIA, Fabiana Della; OLIVEIRA, Rosmari A. R. A.  and  DRAGOSAVAC, Desanka. Efeitos da manobra de compressão e descompressão torácica nos volumes pulmonares, capnografia e oximetria de pulso em pacientes submetidos à ventilação mecânica. Rev. bras. fisioter. [online]. 2012, vol.16, n.5, pp. 354-359.  Epub June 21, 2012. ISSN 1413-3555.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552012005000028.

OBJETIVOS: Avaliar a presença de alterações nos volumes pulmonares, oximetria de pulso, capnografia e alterações hemodinâmicas associadas à intervenção da manobra de compressão e descompressão torácica (MCDT) nos pacientes submetidos à ventilação mecânica (VM). Método: Tratou-se de um estudo prospectivo em que foram incluídos 65 pacientes em VM há mais de 24 horas. O protocolo consistiu na aplicação de manobras de higiene brônquica e, após 30 minutos, os pacientes eram submetidos a dez repetições da MCDT em dez respirações consecutivas no hemitórax direito e, posteriormente, no hemitórax esquerdo, coletando os dados antes e após a aplicação da manobra nos tempos 1, 5, 10, 15, 20, 25, 30, 35 e 40 minutos. RESULTADOS: Constatou-se aumento significante (p<0,001) do volume corrente inspiratório (pré: 458,2±132,1 ml; pós 1 minuto: 557,3±139,1; pós 40 minutos: 574,4±151), volume minuto corrente (pré: 7,0±2,7 L/min; pós 1 minuto: 8,7±3,3; pós 40 minutos: 8,8±3,8) e oximetria de pulso (pré: 97,4±2,2%; pós 1 minuto: 97,9±1,8; pós 40 minutos: 98,2±1,6; p<0,05). Ocorreu redução no CO2 expirado (pré: 35,1±9,0 mmHg; pós 1 minuto: 31,5±8,2; pós 40 minutos: 31,5±8,29; p<0.0001). Não houve alteração significante da frequência cardíaca (pré: 94,5±20,5 mmHg; pós 1 minuto: 94,7±20,5 e pós 40 minutos: 94,9±20,2; p=1) e pressão arterial média (pré: 91,2±19,1 bpm; pós 1 minuto: 89,5±17,7 e pós 40 minutos: 89,0±16,8; p=0,99). As variáveis foram expressas em média e desvio-padrão. CONCLUSÃO: A MCDT possibilita a otimização dos volumes pulmonares, da oximetria de pulso e a redução do CO2 expirado sem promover alterações hemodinâmicas significantes nos pacientes submetidos à ventilação mecânica.

Keywords : manobra de compressão manual; ventilação mecânica; atelectasias; fisioterapia.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English