SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número6An overview and profile of the ICF's use in Brazil - a decade of historyMetabolic and clinical comparative analysis of treadmill six-minute walking test and cardiopulmonary exercise testing in obese and eutrophic women índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Brazilian Journal of Physical Therapy

versión impresa ISSN 1413-3555

Resumen

PEREIRA, Vanessa S.; ESCOBAR, Adriana C.  y  DRIUSSO, Patricia. Efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com incontinência urinária: uma revisão sistemática. Rev. bras. fisioter. [online]. 2012, vol.16, n.6, pp. 463-468.  Epub 02-Oct-2012. ISSN 1413-3555.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552012005000050.

CONTEXTUALIZAÇÃO: A incontinência urinária (IU) é um dos mais comuns problemas de saúde pública entre as mulheres idosas. Apesar de o tratamento conservador ser recomendado como a primeira opção de tratamento, os efeitos do tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com IU não está esclarecido. OBJECTIVO: Sistematizar as evidências científicas sobre os efeitos do tratamento fisioterapêutico sobre os sintomas miccionais de mulheres idosas com IU. MÉTODO: A busca de publicações sobre os efeitos de modalidades de tratamento fisioterapêutico em mulheres idosas com IU foi realizada nas bases de dados ISI Web of Knowlegde, Medline/Pubmed, Lilacs, Scielo e PEDro. Foram selecionados ensaios clínicos publicados nas línguas inglesa e portuguesa após o ano de 2000. A qualidade metodológica dos estudos foi avaliada pela Escala PEDro, e a análise dos resultados dos estudos foi realizada por meio de revisão crítica dos conteúdos. RESULTADOS: Seis estudos foram revisados na íntegra, revelando-se que os exercícios de fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico foram o tratamento de escolha na maioria dos estudos. Cinco dos seis estudos selecionados foram classificados como de alta qualidade metodológica. Houve melhora significativa dos sintomas miccionais após o tratamento proposto em cinco dos seis estudos selecionados. CONCLUSÕES: Conclui-se que o tratamento fisioterapêutico parece ser efetivo para a redução dos sintomas miccionais em mulheres idosas com IU. No entanto, o pequeno número de estudos e a aplicação de técnicas em conjunto limita as conclusões sobre o tema.

Palabras llave : incontinência urinária; reabilitação; resultado de tratamento; saúde do idoso.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés | Portugués     · pdf en Inglés | Portugués