SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número6Clinimetric properties of the Brazilian-Portuguese version of the Quick Exposure Check (QEC)Assessment of proprioceptive exercises in the treatment of rotator cuff disorders in nursing professionals: a randomized controlled clinical trial índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Brazilian Journal of Physical Therapy

versión impresa ISSN 1413-3555

Resumen

PERTILLE, Adriana; MACEDO, Aline B.  y  OLIVEIRA, Cássio P. V.. Avaliação da regeneração muscular em animais idosos após tratamento com laser de baixa intensidade. Rev. bras. fisioter. [online]. 2012, vol.16, n.6, pp.495-501.  Epub 09-Oct-2012. ISSN 1413-3555.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552012005000053.

CONTEXTUALIZAÇÃO: O processo de envelhecimento e suas consequentes alterações morfofisiológicas desencadeiam redução da habilidade regenerativa das células satélites, redução da vascularização tecidual e aumento da produção de fibroblastos, desenvolvendo-se um ambiente celular desfavorável para a regeneração muscular. OBJETIVO: Avaliar o efeito do tratamento com laser de baixa intensidade sobre a regeneração muscular de modelos experimentais idosos após contusão. MÉTODO: Foram utilizados 25 ratos machos, com 18 meses de idade, divididos em três grupos: grupo controle (CT), sem intervenção; grupo lesão (LE), com contusão muscular e sem tratamento e grupo laser (LA), com contusão muscular e tratado com laser de baixa intensidade, 830 nm, 30 mW e 4 J/cm2. A contusão foi realizada no músculo tibial anterior, e as amostras coletadas após sete e 21 sessões de tratamento. O músculo foi designado às técnicas de Microscopia de Luz e Immunoblotting. RESULTADOS: Após 21 dias de tratamento, houve redução significativa na área de inflamação/regeneração no grupo LA 21 comparado ao grupo LE 21. Na área de secção transversal das fibras em processo de regeneração, não houve diferença estatística entre os grupos LA e LE. A análise molecular evidenciou que o conteúdo de MyoD apresentou redução significativa no grupo LE 21 em relação ao CT. O conteúdo de Miogenina exibiu aumento no LE 21 comparado ao CT e, por fim, o conteúdo de TGF-β1 do grupo LE 21 aumentou em relação ao grupo CT. CONCLUSÃO: Para os parâmetros utilizados, o laser demonstrou eficácia na regeneração muscular em animais idosos somente por meio do seu efeito anti-inflamatório.

Palabras clave : envelhecimento; regeneração; fisioterapia; terapia a laser de baixa intensidade.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés | Portugués     · Inglés ( pdf epdf ) | Portugués ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons