SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número6Clinimetric properties of the Brazilian-Portuguese version of the Quick Exposure Check (QEC)Assessment of proprioceptive exercises in the treatment of rotator cuff disorders in nursing professionals: a randomized controlled clinical trial índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Brazilian Journal of Physical Therapy

versión impresa ISSN 1413-3555

Resumen

PERTILLE, Adriana; MACEDO, Aline B.  y  OLIVEIRA, Cássio P. V.. Avaliação da regeneração muscular em animais idosos após tratamento com laser de baixa intensidade. Rev. bras. fisioter. [online]. 2012, vol.16, n.6, pp. 495-501.  Epub 09-Oct-2012. ISSN 1413-3555.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552012005000053.

CONTEXTUALIZAÇÃO: O processo de envelhecimento e suas consequentes alterações morfofisiológicas desencadeiam redução da habilidade regenerativa das células satélites, redução da vascularização tecidual e aumento da produção de fibroblastos, desenvolvendo-se um ambiente celular desfavorável para a regeneração muscular. OBJETIVO: Avaliar o efeito do tratamento com laser de baixa intensidade sobre a regeneração muscular de modelos experimentais idosos após contusão. MÉTODO: Foram utilizados 25 ratos machos, com 18 meses de idade, divididos em três grupos: grupo controle (CT), sem intervenção; grupo lesão (LE), com contusão muscular e sem tratamento e grupo laser (LA), com contusão muscular e tratado com laser de baixa intensidade, 830 nm, 30 mW e 4 J/cm2. A contusão foi realizada no músculo tibial anterior, e as amostras coletadas após sete e 21 sessões de tratamento. O músculo foi designado às técnicas de Microscopia de Luz e Immunoblotting. RESULTADOS: Após 21 dias de tratamento, houve redução significativa na área de inflamação/regeneração no grupo LA 21 comparado ao grupo LE 21. Na área de secção transversal das fibras em processo de regeneração, não houve diferença estatística entre os grupos LA e LE. A análise molecular evidenciou que o conteúdo de MyoD apresentou redução significativa no grupo LE 21 em relação ao CT. O conteúdo de Miogenina exibiu aumento no LE 21 comparado ao CT e, por fim, o conteúdo de TGF-β1 do grupo LE 21 aumentou em relação ao grupo CT. CONCLUSÃO: Para os parâmetros utilizados, o laser demonstrou eficácia na regeneração muscular em animais idosos somente por meio do seu efeito anti-inflamatório.

Palabras llave : envelhecimento; regeneração; fisioterapia; terapia a laser de baixa intensidade.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés | Portugués     · pdf en Portugués | Inglés