SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número1Effect of treadmill gait training on static and functional balance in children with cerebral palsy: a randomized controlled trialWrist electrogoniometry: are current mathematical correction procedures effective in reducing crosstalk in functional assessment? índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Brazilian Journal of Physical Therapy

versión impresa ISSN 1413-3555

Resumen

COSTA, Ana C. S; DIBAI FILHO, Almir V; PACKER, Amanda C  y  RODRIGUES-BIGATON, Delaine. Confiabilidade intra e interexaminador da análise de imagens infravermelhas dos músculos mastigatórios e trapézio superior em mulheres com e sem disfunção temporomandibular. Braz. J. Phys. Ther. [online]. 2013, vol.17, n.1, pp. 24-31.  Epub 02-Nov-2012. ISSN 1413-3555.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552012005000058.

CONTEXTUALIZAÇÃO: A termografia infravermelha vem sendo utilizada como instrumento auxiliar na avaliação de patologias diversas, dada a sua eficiência na investigação da distribuição da temperatura superficial cutânea. OBJETIVOS: Propor duas formas de análise das imagens infravermelhas dos músculos mastigatórios e trapézio superior e determinar a confiabilidade intra e interexaminador dessas duas formas de análise. MÉTODO: Foram coletadas imagens infravermelhas dos músculos mastigatórios e trapézio superior de 64 voluntárias do gênero feminino, com e sem disfunção temporomandibular (DTM). A análise das imagens infravermelhas ocorreu de duas formas: mensuração da temperatura da extensão do músculo e do centro do músculo, sendo realizada por dois examinadores. A confiabilidade intra e interexaminador foi verificada por meio do Coeficiente de Correlação Intraclasse (CCI). RESULTADOS: Os valores do CCI intra e interexaminador foram considerados excelentes em ambas as avaliações: análises da extensão do músculo (grupo DTM, intraexaminador, CCI variou de 0,996 a 0,999, interexaminador, CCI variou de 0,992 a 0,999; grupo controle, intraexaminador, CCI variou de 0,993 a 0,998, interexaminador, CCI variou de 0,990 a 0,998) e análise do centro do músculo (grupo DTM, intraexaminador, CCI variou de 0,981 a 0,998, interexaminador, CCI variou de 0,971 a 0,998; grupo controle, intraexaminador, CCI variou de 0,887 a 0,996, interexaminador, CCI variou de 0,852 a 0,996). CONCLUSÃO: O estudo evidenciou que a mensuração da temperatura dos músculos mastigatórios e trapézio superior, realizada por meio da análise da extensão e do centro do músculo, apresentou excelente confiabilidade intra e interexaminador.

Palabras llave : fisioterapia; transtornos da articulação temporomandibular; reprodutibilidade dos testes; termografia; temperatura cutânea.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · pdf en Inglés