SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue5Evaluation of the neuromuscular compartments in the peroneus longus muscle through electrical stimulation and accelerometryThe effect of outpatient physical therapy intervention on pelvic floor muscles in women with urinary incontinence author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Physical Therapy

Print version ISSN 1413-3555

Abstract

GIANINIS, Heloisa H. et al. Efeitos do posicionamento em decúbito dorsal e lateral no pico de fluxo expiratório em adultos saudáveis. Braz. J. Phys. Ther. [online]. 2013, vol.17, n.5, pp.435-441. ISSN 1413-3555.  https://doi.org/10.1590/S1413-35552012005000116.

CONTEXTUALIZAÇÃO:

Pico de fluxo expiratório (PFE) é uma das medidas de função pulmonar definida como o maior fluxo obtido em uma expiração forçada a partir de uma inspiração completa ao nível da capacidade pulmonar total (CPT). Essa medida é dependente do esforço, da força dos músculos expiratórios, do calibre das vias aéreas e do volume pulmonar.

OBJETIVO:

Comparar os resultados de PFE em homens e mulheres saudáveis, obtidos na posição sentada, com decúbito dorsal (DD), decúbito lateral direito (DLD) e esquerdo (DLE).

MÉTODO:

Participaram 30 indivíduos, com média de idade de 22,7 anos, saudáveis e não fumantes, sendo 15 do sexo masculino. Todos realizaram espirometria e responderam ao questionário IPAQ para caracterizar a normalidade da função pulmonar e o nível de atividade física. As medidas de PFE foram realizadas nas quatro posições, sendo realizadas três medidas em cada posição, em ordem aleatória. Para análise estatística, foi utilizado o teste t de Student, com nível de significância estabelecido em 5%.

RESULTADOS:

Houve diferença entre os valores obtidos na posição sentada (481±117, 1 L/min) com o DD (453,2±116,3 L/min) e DLD (454±112,9 L/min) (p<0,05), porém, não encontramos diferença significativa entre as posições sentada e DLE (469±83 L/min).

CONCLUSÕES:

A posição corporal afeta os valores de PFE, com diminuição dos valores em DD e DLD. O DLE pode ser uma alternativa para otimizar o fluxo expiratório em situações de restrição à posição sentada.

Keywords : pico do fluxo expiratório; medidor; fisioterapia.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )