SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número2Crianças com e sem deficiência auditiva: o equilíbrio na fase escolarAltas habilidades/superdotação no contexto escolar: percepções de professores e prática docente índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Educação Especial

versão impressa ISSN 1413-6538

Resumo

CASTRO, Sabrina Fernandes de  e  ALMEIDA, Maria Amelia. Ingresso e permanência de alunos com deficiência em universidades públicas brasileiras. Rev. bras. educ. espec. [online]. 2014, vol.20, n.2, pp.179-194. ISSN 1413-6538.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-65382014000200003.

o objetivo desta pesquisa foi identificar as ações e iniciativas de universidades públicas brasileiras quanto ao ingresso e permanência de pessoas com deficiência, a fim de verificar as barreiras e os facilitadores encontrados por esses estudantes no cotidiano do ensino superior. Quanto aos procedimentos, o método utilizado foi a pesquisa de campo, participaram da pesquisa 12 Coordenadores de Serviço de Apoio e 30 alunos com deficiência de 13 universidades. Optou-se por quatro fontes de evidências: entrevista semiestruturada, documentos, observação direta informal e artefatos físicos. Destacamos alguns diferenciais encontrados: O Atendimento Educacional Especializado desenvolvido na UNISUL; a estrutura e a organização dos serviços de apoio da UERN e da UFPR; o Guia USP Acessível; a legislação da UNESC; o Manual do Candidato da UFRJ, UDESC, UERN, UNESC, UNISUL, FURB e UnB. Cabe destacar o que pode ser considerado como os grandes desafios para as universidades diante do acesso dos alunos com deficiência: Romper as barreiras, ainda existentes, principalmente, as atitudinais; Prever e prover as condições de acessibilidade (física, comunicacional e pedagógica) e; criar alternativas para evitar práticas excludentes por parte dos professores. Nesse sentido, uma educação superior que prime pela presença de todos os alunos na universidade carece de investimentos em ações, em materiais adequados, em qualificação docente, em adequação arquitetônica, mas, principalmente, investimentos em ações que combatam atitudes inadequadas e preconceituosas.

Palavras-chave : Educação Especial; Alunos com Deficiência; Ensino Superior; Ingresso e Permanência.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons