SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número2Opinião de profissionais da educação e da saúde sobre o uso da prancha ortostática para o aluno com paralisia cerebralTendências e perspectivas da produção acadêmica sobre a temática educação de surdos: mapeamento da produção índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Educação Especial

versão impressa ISSN 1413-6538

Resumo

RIANO-GALAN, Ana; RODRIGUEZ-MARTIN, Alejandro; GARCIA-RUIZ, Rosa  e  ALVAREZ-ARREGUI, Emilio. La transición a la vida activa de las personas con discapacidad: expectativas familiares y grado de ajuste al trabajo. Rev. bras. educ. espec. [online]. 2014, vol.20, n.2, pp.283-302. ISSN 1413-6538.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-65382014000200010.

as pessoas com deficiência física ou mental têm direito a ser inseridas no mercado de trabalho para exercer seu papel como cidadãos ativos, independentes e com um nível de qualidade de vida adequado, o que constitui um autêntico desafio ao qual devemos responder. No caso deste estudo, nos limitamos ao tema deficiência intelectual. No que diz respeito ao âmbito educativo, os Programas de Qualificação Profissional Inicial (PCPI), na modalidade de Aula de Formação Específica, oferecem una formação adequada ao patamar de competências sociais, pessoais e laborais para este coletivo. Neste trabalho,  apresentamos os resultados da aplicação de um Itinerário de Inserção Laboral, dentro do quadro de um projeto europeu, no qual participaram estudantes de três centros educativos da Finlândia, Espanha e Dinamarca, assim como as suas respetivas famílias. Para conhecer o grau de ajustamento ao trabalho destes jovens, estes responderam ao Work Adjustment Inventory-WAI (Inventário de Ajustamento ao Trabalho) e também entrevistamos as suas famílias. Os resultados permitiram saber que o itinerário de inserção laboral desenhado constitui uma oferta formativa adequada para os estudantes em questão, enfatizamos  que o grau de adaptabilidade ao trabalho está relacionado com o nível de atividade, empatia, sociabilidade e assertividade de cada pessoa. As entrevistas possibilitaram a identificação do perfil das famílias destes estudantes e identificar as suas expectativas em relação ao futuro dos seus filhos e filhas. Entre as conclusões alcançadas, destacam-se as altas expectativas das famílias no que diz respeito à inserção dos seus filhos, assim como o alto nível de avaliação relativamente ao itinerário desenhado como estratégia fundamental para conseguir lograr uma formação integral e uma inserção sócio-laboral adequada.

Palavras-chave : Instituições de Educação Especial; Relação Educação/Trabalho; Educação Especial; Modalidades de Educação Profissional; Educação de Jovens e Adultos.

        · resumo em Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons