SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número5Teores de nutrientes nas folhas de bananeira, cv. Pacovan, sob irrigaçãoCianeto na farinha e folhas de mandioca (Manihot esculenta Crantz) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

JOSE, Solange Carvalho Barrios Roveri; PINHO, Édila Vilela de Resende Von; PINHO, Renzo Garcia Von  e  SILVEIRA, César Martoreli da. Tolerância de sementes de linhagens de milho à alta temperatura de secagem. Ciênc. agrotec. [online]. 2004, vol.28, n.5, pp.1107-1114. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542004000500019.

Cultivares tolerantes a altas temperaturas de secagem proporcionam redução no tempo de secagem, uma etapa crítica no sistema de produção de sementes de milho (Zea mays L.). Nesta pesquisa, foi avaliada a tolerância à alta temperatura de secagem de sementes de linhagens de milho, por meio de testes de germinação e vigor. As sementes foram colhidas manualmente em espigas com teor de água em torno de 35% e secas artificialmente à 45 C até atingirem 11% de teor de água. Em seguida, foram submetidas aos testes de primeira contagem e contagem final de germinação, envelhecimento acelerado, teste de frio sem solo e de condutividade elétrica. Houve diferenças significativas nos valores de germinação e vigor de sementes das diferentes linhagens, sendo então classificadas em tolerantes e intolerantes. Pelos resultados, conclui-se que a sensibilidade das sementes à injúria por secagem à alta temperatura é dependente da linhagem.

Palavras-chave : Sementes; Zea mays; qualidade fisiológica; secagem.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons