SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número1Caracterização da piscicultura na região do Vale do Ribeira - SPEfeito do nível energético e da suplementação com cloretos de potássio e de amônia na dieta sobre as respostas fisiológicas e o desempenho de frangos de corte no verão índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

SOUZA, Expedito Danusio de et al. Determinação dos parâmetros fisiológicos e gradiente térmico de diferentes grupos genéticos de caprinos no semi-árido. Ciênc. agrotec. [online]. 2005, vol.29, n.1, pp.177-184. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542005000100022.

Objetivou-se com este trabalho avaliar o comportamento fisiológico de diferentes grupos genéticos de caprinos mediante respostas fisiológicas da temperatura retal, freqüência cardíaca e freqüência respiratória, e do gradiente entre temperatura retal e temperatura superficial e do gradiente entre temperatura superficial e temperatura ambiente, sob às condições do semi-árido. Foram utilizados trinta caprinos inteiros, sendo seis animais de cada grupo genético: ½ Boer + ½ SRD, ½ Anglo-Nubiana + ½ SRD, ½ Savana + ½ SRD, ½ Kalarari + ½ SRD e ½ Moxotó + ½ SRD, com peso médio de 25,17 kg, distribuídos num delineamento inteiramente casualizado, em parcelas subdivididas no tempo. A alimentação consistiu numa ração composta de concentrado e volumoso. As variáveis ambientais registradas foram: temperatura máxima e mínima; temperatura do bulbo seco e bulbo úmido; temperatura do globo negro na sombra; umidade relativa do ar e ITGU. As tomadas dos parâmetros fisiológicos e das variáveis ambientais foram feitas às 9 horas e às 15 horas. No turno da tarde a freqüência respiratória foi significativamente (P<0,05) mais elevada do que a da manhã. Não houve feito significativo (P>0,05) de grupo genético e nem de turno para os parâmetros fisiológicos temperatura retal e freqüência cardíaca. Houve efeito significativo (P<0,05) para o gradiente térmico entre temperatura retal e superficial e temperatura superficial e temperatura do ambiente. Houve efeito significativo (P<0,05) para variação entre turno, para o gradiente térmico temperatura retal e superficial e para temperatura superficial e temperatura do ambiente. Os caprinos dos diferentes grupos genéticos apresentaram capacidade para manter a homeotermia.

Palavras-chave : temperatura superficial; temperatura retal; freqüência respiratória; freqüência cardíaca; caprinos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons