SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número1Influência do nível de irradiância no crescimento da planta,rendimento e composição do óleo essencial em carquejaMelhoramento do feijoeiro comum visando a obtenção de cultivares precoces com grãos tipo 'Carioca' e 'Rosinha' índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

REGHIN, Marie Yamamoto; OTTO, Rosana Fernandes; JACOBY, Carlos Felipe Stülp  e  OLINIK, Jean Ricardo. Influência do tipo de bandeja na produção de mudas e no rendimento e qualidade de bulbos de cebola de diferentes cultivares em cultivo sob palhada. Ciênc. agrotec. [online]. 2006, vol.30, n.1, pp.58-66. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542006000100008.

A cebola (Allium cepa L.) é uma das hortaliças de maior destaque na Região Sul, a qual contribui nacionalmente com 71,8% da área cultivada. Desse total, o Paraná participa com apenas 8,6% e com baixa produtividade (10,7 t/ha), necessitando melhorar a tecnologia utilizada, incorporarando novas técnicas para tornar-se competitivo. Nesse contexto, objetivou-se avaliar a produção de mudas de cebola em diferentes bandejas e o seu desempenho posterior no cultivo sob palhada. A produção das mudas foi feita sob ambiente protegido, com o delineamento de blocos casualizados e três repetições; os tratamentos foram arranjados em um esquema fatorial 4 x 3, sendo quatro cultivares (Mercedes, Bola Precoce, Crioula e Montana) e três tipos de bandejas de poliestireno expandido (128, 200 e 288 células). As mudas provenientes de bandejas de 128 células foram designadas de M1, de 200 células de M2 e as de 288 células, de M3. O substrato usado foi o Plantmax® e a semeadura foi realizada em 18/06/04. Aos 54 dias da semeadura, as mudas foram avaliadas para as características de altura da parte aérea, comprimento da raiz, massa fresca e seca da parte aérea e da raiz. No campo, as mudas foram transplantadas aos 55 dias da semeadura, no delineamento experimental de blocos casualizados com três repetições e com os seguintes tratamentos: Mercedes M1; Mercedes M2; Mercedes M3; Bola Precoce M1; Bola Precoce M2; Bola Precoce M3; Crioula M1; Crioula M2; Crioula M3; Montana M1; Montana M2 e Montana M3. A colheita foi realizada em diferentes datas de acordo com a maturação das plantas. Avaliou-se o rendimento de bulbos e a classificação em classes, de acordo com o diâmetro dos bulbos. Os diferentes tipos de bandejas (128, 200 e 288 células) promoveram desenvolvimento de mudas com tamanhos diferentes. A melhor qualidade foi obtida na bandeja de 128 células para todas as cultivares (Mercedes, Bola Precoce, Crioula e Montana), principalmente para as características de altura , massa fresca da parte aérea e comprimento de raiz. As mudas de todos os tratamentos tiveram expressivo desenvolvimento vegetativo, alto rendimento (79,23 t/8000 m2) e alta qualidade dos bulbos, tendo Mercedes e Bola Precoce (com mudas M1 eM2) e Crioula e Montana (com mudas M1, M2 e M3), apresentado percentuais acima de 75% de seu rendimento com bulbos das classes 3C e 4.

Palavras-chave : Allium cepa; tamanho da muda; bandejas de isopor; rendimento de bulbos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons