SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número1Melhoria na eficiência dos experimentos de indicalção de cultivares de milhoPoliembrionomia e caracterização de frutos de critrumelo 'Swingle' e de Poncirus trifoliata índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

PAIVA, João Rodrigues de et al. Policultivo coom diferentes espécies frutíferas de valor econômico. Ciênc. agrotec. [online]. 2006, vol.30, n.1, pp.81-87. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542006000100011.

Resultados preliminares de um experimento, em execução desde setembro de 2000 no Campo Experimental de Pacajus, CE, para avaliar um sistema de policultivo com fruteiras, são relacionados e discutidos neste trabalho. Dez espécies foram plantadas em uma área de 1,2 ha, em covas alternadas e divergentes em relação às linhas laterais, sendo que cada planta de uma espécie foi circundada por plantas de outras espécies. Após 15 meses, as espécies bananeira, mamoeiro e goiabeira foram substituídas por cupuaçuzeiro, pupunheira e abacateiro, respectivamente. A não adaptação da bananeira pode ter como causa os efeitos danosos dos ventos e maior irradiação solar, devido ao maior espaçamento utilizado no sistema em relação ao cultivo comercial. A mangueira, o sapotizeiro, o cajueiro, a aceroleira e a gravioleira estão com bom desenvolvimento. E, com exceção da mangueira e do sapotizeiro, todas já estão em frutificação. Nos 34 meses de avaliação, verificou-se que a recomposição natural da flora entre as fileiras foi prejudicada pela carência de nutrientes químicos e matéria orgânica do solo, o que pode ter favorecido, também, o ataque de pragas e doenças.

Palavras-chave : Policultivo; fruteiras; doenças; pragas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons