SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número6Composição química da cana-de-açucar (Saccharum SPP.) E das silagens com diferentes aditivos em duas idades de corteDigestibilidade e desempenho de alevinos de tilápia do nilo (Oreochromis Niloticus) alimentados com dietas contendo diferentes níveis de silagem ácida de pescado índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

PEREIRA JUNIOR, Delton José; FIGUEIREDO, Henrique César Pereira; CARNEIRO, Daniela Oliveira  e  LEAL, Carlos Augusto Gomes. Concentração inibitória mínima de oxitetraciclina para isolados de Aeromonas Hydrophila obtidos de diferentes fontes. Ciênc. agrotec. [online]. 2006, vol.30, n.6, pp. 1190-1195. ISSN 1413-7054.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-70542006000600023.

Objetivou-se com este trabalho determinar a concentração inibitória mínima (MIC) de oxitetraciclina para isolados de Aeromonas hydrophila obtidos de pescado, água de cultivo de peixes e casos de septicemia hemorrágica em peixes. Foi determinado MIC de 100 isolados de A. hydrophila, oriundos de 12 pisciculturas localizadas nos Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, utilizando a técnica de macrodiluição em caldo. Os resultados demonstraram que 14 isolados apresentaram MIC>100 µg/mL (resistentes) e 86 apresentaram MIC<12,5 µg/mL (sensíveis). Não houve diferença entre os isolados de pescado, caso clínico e água de cultivo. Conclui-se que a variação demonstrada pode representar um risco de seleção de linhagens bacterianas resistentes em ambientes aquáticos devido ao uso de oxitetraciclina.

Palavras-chave : Aeromonas hydrophila; oxitetraciclina; resistência a antibióticos; MIC; Brasil.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português