SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número6Avaliação da capacidade de produzir fitotoxinas in vitro por parte de fungos com propriedades antagônicas a nematóidesUso de reguladores vegetais na conservação refrigerada de acerolas (Malpighia glabra L.) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

TECCHIO, Marco Antonio et al. Uso de bioestimulante na videira 'Niagara Rosada'. Ciênc. agrotec. [online]. 2006, vol.30, n.6, pp. 1236-1240. ISSN 1413-7054.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-70542006000600030.

O experimento foi realizado no período de agosto a dezembro de 2004, em vinhedo de 'Niagara Rosada' localizado em Pratânea-SP. O objetivo foi avaliar o efeito de bioestimulante nas características morfológicas e físico-químicas dos cachos de uva 'Niagara Rosada'. Os tratamentos consistiram na pulverização dos cachos com o bioestimulante nas doses de 0, 5, 10, 15 e 20 mg L-1, 25 dias após o pleno florescimento. O delineamento estatístico utilizado foi em blocos ao acaso com cinco repetições, e parcelas constituídas por 3 cachos. Analisou-se a massa fresca, comprimento e largura dos cachos e bagos, massa fresca do engaço, número de bagos por cacho, diâmetro do pedicelo, teor de sólidos solúveis totais, acidez titulável e o pH. Concluiu-se que o bioestimulante promoveu aumento linear no comprimento do cacho, aumento quadrático no diâmetro do pedicelo e um decréscimo linear no teor de sólidos solúveis totais.

Palavras-chave : Vitis; uva; reguladores vegetais; pós-colheita.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português