SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número6Avaliação da capacidade de produzir fitotoxinas in vitro por parte de fungos com propriedades antagônicas a nematóidesUso de reguladores vegetais na conservação refrigerada de acerolas (Malpighia glabra L.) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

TECCHIO, Marco Antonio et al. Uso de bioestimulante na videira 'Niagara Rosada'. Ciênc. agrotec. [online]. 2006, vol.30, n.6, pp.1236-1240. ISSN 1413-7054.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-70542006000600030.

O experimento foi realizado no período de agosto a dezembro de 2004, em vinhedo de 'Niagara Rosada' localizado em Pratânea-SP. O objetivo foi avaliar o efeito de bioestimulante nas características morfológicas e físico-químicas dos cachos de uva 'Niagara Rosada'. Os tratamentos consistiram na pulverização dos cachos com o bioestimulante nas doses de 0, 5, 10, 15 e 20 mg L-1, 25 dias após o pleno florescimento. O delineamento estatístico utilizado foi em blocos ao acaso com cinco repetições, e parcelas constituídas por 3 cachos. Analisou-se a massa fresca, comprimento e largura dos cachos e bagos, massa fresca do engaço, número de bagos por cacho, diâmetro do pedicelo, teor de sólidos solúveis totais, acidez titulável e o pH. Concluiu-se que o bioestimulante promoveu aumento linear no comprimento do cacho, aumento quadrático no diâmetro do pedicelo e um decréscimo linear no teor de sólidos solúveis totais.

Palavras-chave : Vitis; uva; reguladores vegetais; pós-colheita.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons