SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número4Disponibilidade de fósforo em função das adições de calagem e de um bioativador do soloEficiência relacionada à absorção e utilização de nitrogênio, fósforo e enxofre, em plantas de cafeeiros enxertadas, cultivadas em vasos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

ARAUJO, Juliano Ribeiro; RAMALHO, Magno Antonio Patto; BRUZI, Adriano Teodoro  e  ABREU, Ângela de Fátima Barbosa. Acúmulo de massa seca em genótipos de feijoeiro submetidos a diferentes níveis de nitrogênio. Ciênc. agrotec. [online]. 2009, vol.33, n.4, pp.985-992. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542009000400007.

Neste trabalho, objetivou-se verificar como ocorre o acúmulo de massa seca em linhagens de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) diferindo na resposta ao fertilizante nitrogenado. Para isso, seis genótipos ('BRSMG Majestoso', 'Pérola', MA-I-18.13, 'Ouro Negro', 'BRSMG Talismã', MA-I-2.5) foram avaliados em Lavras, na presença de três níveis de N (0, 60 e 120 kg/ha), tendo como fonte de N o Sulfato de Amônio. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados no esquema fatorial 6 x 3 com três repetições e as parcelas constituídas de cinco linhas de cinco metros. A semeadura foi realizada em novembro de 2005 e julho de 2006. Obteve-se, a partir de 35 dias após a semeadura, a massa seca total de cinco plantas competitivas, colhidas em local pré-determinado na área útil das parcelas. O processo repetiu-se a intervalos de 10 dias até à colheita. Avaliou-se também a produtividade de grãos em uma das linhas da área útil das parcelas. Constatou-se que no acúmulo de massa seca os genótipos não diferem na resposta aos níveis de N e o incremento médio por kg/ha de N aplicado é de 6,75 kg/ha de grãos. O genótipo BRSMG Majestoso é o mais responsivo, com 14,4 kg/ha de grãos por kg de N aplicado, e o mais tolerante é o MA-I-2.5 com 1,8 kg/ha de grãos por kg de N.

Palavras-chave : Fertilizante nitrogenado; fenologia; resposta diferencial; Phaseolus vulgaris.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons