SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número6Características sensoriais de ovos de codornas japonesas (Coturnix japonica temminck e schlegel, 1849) suplementadas com pigmentantes sintéticos e selenometioninaEfeito de diferentes tipos de fibras sobre frações lipídicas do sangue e fígado de ratos wistar índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

QUEIROGA NETO, Vicente et al. Óleo de sementes de fava de morcego: caracterização e estabilidade térmica. Ciênc. agrotec. [online]. 2009, vol.33, n.6, pp.1601-1607. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542009000600020.

A Dipteryx lacunifera Ducke (fava de morcego) é uma leguminosa oleaginosa com elevado conteúdo em proteínas e óleo podendo ser usada na nutrição humana. A espécie é nativa dos estados do Piauí e Maranhão do nordeste do Brasil. Mensurações das propriedades físico-químicas do óleo densidade especifica, índice de refração, acidez, peróxidos, iodo e saponificação foram 0.91, 1.4651, 0.60 (% ácido oléico), 2.81, 70.80 e 179, respectivamente. A análise do óleo por cromatografia gasosa mostrou a presença de 20.6% de ácidos graxos saturados, 65.1% de monoinsaturados e 14.3% poliinsaturados. Os ácidos graxos C6:0, C8:0, C12:0 e C17:0 estão presentes em quantidades de traços (<0.01%) enquanto os C16:0, C18:0, C20:0, C22:0 e C24:0 estão em concentrações de 10.3, 5.4, 3.4, 0.9 e 0.6%, respectivamente, dos ácidos graxos totais. O conteúdo dos ácidos graxos insaturados C18:1, C18:2, C18:3 e C22:2 foram 65.1, 14.1, 0.3% e traço (0.01%), respectivamente. A análise térmica (TG/DTG) revelou que a decomposição térmica do óleo ocorre em dois estágios correspondentes aos ácidos graxos insaturados e saturados. O óleo quando aquecido na temperatura de 180º C por 400 min mostrou menor perda massa que o óleo comercial de soja, girassol e milho. A curva DSC indicou um evento endotérmico com variação de entalpia (DH) de -56.7 Cal.g-1 no intervalo de temperatura 340º C (Ti) a 463º C (Tf), com máximo em 411.1º C (Tm).

Palavras-chave : Dipteryx lacunifera; oleo da amêndoa da semente; propriedades físico-químicas; composição de ácidos graxos; análises termogravimétricas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons