SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número6Efeito de diferentes tipos de fibras sobre frações lipídicas do sangue e fígado de ratos wistarAvaliação técnica e econômica de um "skidder" operando em diferentes produtividades e distâncias de extração índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

CLEMENTE, Maria das Graças; ABREU, Luiz Ronaldo de; PINTO, Sandra Maria  e  REZENDE, Creuza Pedroso Amaral. Perfil dos ácidos graxos de "manteigas de garrafa" produzidas na região de Salinas - Minas Gerais. Ciênc. agrotec. [online]. 2009, vol.33, n.6, pp.1615-1620. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542009000600022.

A história econômica de Salinas apóia-se em grande parte na pecuária. Os desbravadores encontraram na região do município, um grande potencial para o desenvolvimento de suas atividades, seja na lavoura de mantimentos, seja na pecuária (OLIVEIRA, 2000). Até hoje, a produção de leite ocupa certo destaque nas atividades da agricultura familiar que, além do leite "in natura", fornece também o queijo de coalho, o requeijão e, dos soros obtidos desses produtos elabora-se a manteiga de garrafa. Assim, esse estudo foi realizado com o objetivo de analisar o perfil dos ácidos graxos de manteigas de garrafa produzidas em Salinas, norte de Minas Gerais e análise da relação de ácidos graxos saturados: ácidos graxos insaturados dessas manteigas. O perfil dos ácidos graxos das manteigas de garrafa foi determinado por análises cromatográficas, realizadas segundo a metodologia desenvolvida por Luddy et al. (1960), modificada por Abreu (1993). Foi realizada análise de variância, comparando-se as médias pelo teste de Tukey em nível de 5% de probabilidade. O perfil dos ácidos graxos de todas as manteigas de garrafa analisadas apresentou-se semelhante. Não foram detectados os picos para os ácidos butírico (C4) e capróico (C6). O teor de ácidos graxos saturados apresentou-se mais elevado do que o de ácidos graxos insaturados, com médias de 60,36% e 39,64%, respectivamente.

Palavras-chave : Manteiga de garrafa; ácidos graxos; gordura insaturada.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons