SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número6Níveis de lisina digestível verdadeira e energia metabolizável para suínos em crescimento: efeito sobre o balanço de nitrogênio e energéticoConcentrações espermáticas na inseminação artificial intra-uterina suína índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

CARDOSO, Rodrigo Carvalho; PAIVA, Paulo César de Aguiar  e  VILELA, Duarte. Desempenho de vacas da raça Holandesa em pastagem de Cynodon dactylon cv. Coast-cross suplementada com concentrado. Ciênc. agrotec. [online]. 2009, vol.33, n.6, pp.1663-1670. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542009000600029.

O trabalho foi desenvolvido na base física da Embrapa Gado de Leite, em Coronel Pacheco, na Zona da Mata de Minas Gerais. Objetivou-se avaliar o desempenho produtivo de vacas da raça Holandesa mantidas em pastagem de 'Coast-cross' (Cynodon dactylon (L.) Pears) fertilizada, irrigada e suplementada com 3 ou 6 kg de concentrado/vaca/dia. Os dados foram coletados durante 3 anos consecutivos (outubro/2000 a outubro/2003), num total de 108 lactações. Adotou-se o delineamento experimental em blocos, ao acaso, com duas repetições de área por tratamento, sendo utilizados 9 animais por área e 18 por tratamento, com lotação fixa de 5 vacas/ha. Foi utilizado o sistema de pastejo rotacionado, com um dia de ocupação e 25 e 35 dias de descanso dos piquetes, nas épocas de chuvas e seca, respectivamente. O pasto foi irrigado nos meses de menor precipitação e fertilizado com adubo formulado (NPK) distribuído a lanço, em 6 aplicações anuais. A disponibilidade de matéria seca foi de 7.280 e 6.167 kg/ha no início do pastejo, com resíduo pós-pastejo de 4.885 e 3.994 kg/ha, nas épocas de chuvas (primavera/verão) e seca (outono/inverno), respectivamente. Durante parte do período experimental, algumas características morfogênicas do pasto foram avaliadas, registrando-se disponibilidade de 83,9, 125,6 e 89,5 kg de MS de lâminas foliares/ha, nas estações de primavera, verão e outono, respectivamente. As produções médias diárias de leite (corrigidas para 3,5% de gordura) foram de 15,6 e 18,8 kg/vaca e de 77,8 e 94,0 kg/ha, quando se forneceu para cada vaca 3 ou 6 kg de concentrado, respectivamente. Concluiu-se que com a pastagem de 'Coast-cross', quando suplementada, fertilizada e manejada adequadamente, obtém-se elevada produtividade de leite por animal e por área, podendo-se considerar ser essa uma das forrageiras mais promissoras para produção de leite, em pasto, com vacas de elevado potencial produtivo.

Palavras-chave : Nutrição; consumo; pastejo; produção de leite; qualidade do leite; desempenho reprodutivo.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons