SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número4Incidencia de fungos toxigênicos e aflatoxinas em arrozProdução de tomateiro, híbrido momotaro, em função do estádio das mudas e da enxertia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

VEIGA, Adriano Delly et al. Influência do potássio e da calagem na composição química, qualidade fisiológica e na atividade enzimática de sementes de soja. Ciênc. agrotec. [online]. 2010, vol.34, n.4, pp.953-960. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542010000400022.

A composição química das sementes pode ser influenciada por fatores genéticos, ambientais e pela disponibilidade de nutrientes no solo durante a produção e, como consequência, terem o seu vigor afetado. O potássio pode influenciar a atividade de várias enzimas presentes nas plantas, necessárias em várias reações envolvidas na utilização de energia, síntese de amido, metabolismo do nitrogênio e respiração. Avaliou-se o efeito da adubação potássica e da calagem na composição química, qualidade fisiológica e na atividade de enzimas de sementes de soja. A pesquisa foi desenvolvida nos laboratórios de análises e biotecnologia de sementes do Departamento de Agricultura e no Laboratório de Produção Vegetal do Departamento de Ciências dos Alimentos da Universidade Federal de Lavras (UFLA). Em sementes de soja do cultivar Msoy 8001, produzidas sob 2 níveis de saturação por base (48% e 85%) e quatro doses de K2O por hectare (0, 50, 100 e 200 kg), foram avaliados teores de óleo e proteína, germinação, envelhecimento acelerado e atividade das enzimas envolvidas nos processos de germinação e deterioração de sementes. A adubação potássica não afeta a germinação e o vigor das sementes, enquanto a elevação da saturação por base, proporciona maior vigor de sementes de soja. Há aumento no teor de óleo e redução no teor de proteína em sementes de soja à medida que a dose de K2O é aumentada. Ocorre aumento de teor de proteínas em sementes de soja, produzidas sob maiores níveis de saturação por base. A atividade das enzimas piruvato quinase, esterase e álcool desidrogenase em sementes de soja é afetada pela concentração de potássio e saturação por base no solo.

Palavras-chave : Nutrientes; sementes; qualidade; composição química.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons