SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número5Índice de cobertura vegetal e sua modelagem para cultivares de soja no sul de Minas GeraisInibidor da ação do etileno na conservação pós-colheita de Chrysanthemum morifolium Ramat cv. Dragon índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

PIETRO, Júlia De; MATTIUZ, Ben-Hur  e  MATTIUZ, Claudia Fabrino Machado. Influência do 1-MCP na conservação pós-colheita de rosas cv. Vega. Ciênc. agrotec. [online]. 2010, vol.34, n.5, pp.1176-1183. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542010000500014.

Objetivou-se, neste trabalho, estudar aspectos da fisiologia pós-colheita de rosas cortadas cv. Vega, tratadas com diferentes concentrações de 1-metilcicloropropeno (1-MCP). O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial composto por dois fatores: quatro tratamentos pós-colheita e quatro datas de avaliação (0; 4; 8; 12 dias). As flores foram submetidas aos seguintes tratamentos: 1) Água destilada (controle); 2) 1-MCP (100 ppb); 3) 1-MCP (250 ppb); 4) 1-MCP (500 ppb). Foram realizadas as seguintes avaliações: massa fresca, cor, turgescência, curvatura, taxa respiratória, conteúdo relativo de água, conteúdo de carboidratos solúveis, de redutores e de antocianina. Ao contrário do tratamento controle, todas as concentrações de 1-MCP foram eficientes para retardar a senescência das flores, porém, a concentração de 1-MCP a 500 ppb destacou-se pela melhor manutenção da qualidade, além de prolongar a vida decorativa das hastes até 19 dias.

Palavras-chave : Rosa sp; flor de corte; inibidor de etileno.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons