SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 special issueFirst record of Pachycoris torridus (Scopoli, 1772) (Hemiptera: Scutelleridae) on physic nut (Euphorbiaceae) in Alagoas, BrazilPhysiological quality and yield of bean seeds from the seeds treated with rooter and mineral nutrition plants author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência e Agrotecnologia

Print version ISSN 1413-7054

Abstract

ALMEIDA, Eduardo José de et al. Propagação vegetativa de jambeiro vermelho [Syzygium malaccense (L.) Merr. & L.M. Perry]. Ciênc. agrotec. [online]. 2010, vol.34, n.spe, pp.1658-1663. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542010000700012.

O jambeiro vermelho [Syzygium malaccense (L.) Merr. & L.M. Perry] se apresenta como opção ao fruticultor por apresentar frutos atrativos e bem aceitos pelo consumidor. A dificuldade de cultivo dessa espécie reside no fato de que a planta possui um porte demasiadamente alto e longo período juvenil quando propagada por semente, com isso, é desejável sua multiplicação vegetativa visando a antecipar o período produtivo e diminuir seu porte. Foi estudada a possibilidade de clonagem dessa espécie pelas técnicas de estaquia, alporquia e enxertia. No experimento por estaquia, testaram-se três doses de ácido indolbutírico (AIB) (0, 1.000 3.000 e 5.000 mg L-1) em dois comprimentos de estacas herbáceas (15 e 25 cm). No experimento de alporquia, avaliaram-se duas épocas de realização do alporque (verão e outono) e quatro doses de AIB (0, 1.000, 4.000, 7.000 e 10.000 mg kg-1). Na enxertia, analisou-se a compatibilidade do jambeiro vermelho (S. malaccense) sobre o jambeiro rosa [Syzygium jambos (L.) Alston] com dois diâmetros de porta-enxertos (0,5 e 0,8 cm) em duas épocas (inverno e verão), pelo método de enxertia de topo em fenda cheia. A estaquia obteve até 20% de enraizamento, independentemente da dose de AIB, exceto na dose de 5.000 mg L-1, que apresentou efeito negativo ao enraizamento entre estacas de 15 cm; não houve sucesso para alporquia e enxertia, nas condições estudadas.

Keywords : Enxertia; alporquia; estaquia; auxinas.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License