SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número2Qualidade dos frutos do pequizeiro submetidos a diferentes tempos de cozimentoAvaliação econômica da produção de alface americana em função de lâminas de irrigação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

ALENCAR, Daniel Barroso de et al. Teores de β-caroteno em suplementos e biomassa de Spirulina. Ciênc. agrotec. [online]. 2011, vol.35, n.2, pp.386-391. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542011000200021.

A cianobactéria Spirulina tem sido utilizada há séculos, tendo em vista suas propriedades nutricionais e medicinais. Neste trabalho, objetivou-se analisar os teores de β-caroteno tanto em suplementos alimentares a base de Spirulina comercializados em estabelecimentos de produtos naturais no mercado varejista, quanto em S. platensis cultivada em laboratório. Alguns pigmentos carotenóides possuem atividade de vitamina A e, dentre eles, o β-caroteno é o que apresenta maior atividade biológica. A extração de β-caroteno foi feita com metanol:água (90:10 v/v), seguida de saponificação e partição em n-hexano. As análises cromatográficas foram realizadas em coluna Waters Spherisorb S5 ODS 2 (4,6 x 250 mm), usando metanol:tetrahidrofurano (90:10, v/v) bombeado a 2 mL min-1, com registro dos cromatogramas em 450 nm. Os suplementos alimentares a base de Spirulina apresentaram baixos teores de β-caroteno. A maior concentração foi encontrada em S. platensis cultivada a 24º C com fotoperíodo de 16 h claro e 8 h escuro. Considerando sua atividade provitamínica, os teores de retinol equivalente (RE) nas microalgas analisadas no presente trabalho foram calculados a partir do β-caroteno para classificá-las como fonte excelente ou fonte útil de vitamina A.

Palavras-chave : Microalga; suplemento alimentar; CLAE.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons