SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 issue3Microstructural and rheological properties of irradiated riceBlood chemistry profile of Surubim hybrid fish (Pseudoplatystoma reticulatum X P. corruscans) raised in different stocking densities author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência e Agrotecnologia

Print version ISSN 1413-7054

Abstract

LEITE, Paula Bacelar et al. Compostos fenólicos, metilxantinas e atividade antioxidante em massa de cacau e chocolates produzidos a partir de cultivares resistentes e não resistentes a "vassoura de bruxa". Ciênc. agrotec. [online]. 2013, vol.37, n.3, pp.244-250. ISSN 1413-7054.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-70542013000300007.

A "vassoura bruxa" causada pelo fungo Moniliophthora perniciosa, é uma das doenças mais importantes do cacau na América Latina, provocando uma redução de cerca de 70% na produção das amêndoas na Bahia. Para tentar resolver o problema, muitos cultivares resistentes à enfermidade têm sido recomendados para os agricultores. Por outro lado, as características do chocolate são oriundas de várias substâncias, cuja formação depende da origem genética do fruto, do meio ambiente onde o cacau é cultivado e das operações de processamento. Assim, neste trabalho, objetivou-se determinar os compostos fenólicos monoméricos, metilxantinas e a atividade antioxidante em massa de cacau e chocolates provenientes de cultivares resistentes à "vassoura de bruxa" e não resistentes à doença. Os compostos fenólicos totais na massa de cacau não variou entre os cultivares com valores que variam entre 25,03mg g-1 a 23,95mg g-1. Chocolates feitos a partir de cultivares não resistentes à doença apresentaram maior teor de fenólicos totais (19,11mg g-1) que os cultivares resistentes, SR162 e PH16 com 16,08mg.g-1 e 15,46 mg.g-1, respectivamente. Os conteúdos de epicatequina foram superiores aos de catequina em todos os cultivares. Houve diferenças significativas entre as amostras de massa de cacau analisadas para a cafeína. Chocolates produzidos a partir do cultivar SR162 apresentaram maior quantidade de compostos fenólicos e metilxantinas. A amostra de chocolate com a atividade antioxidante mais elevada é a SR162, seguida dos cultivares não resistentes e PH16, mostrando uma relação entre a atividade antioxidante e o conteúdo de compostos fenólicos monoméricos.

Keywords : Alimentos funcionais; teobromina; cafeína; epicatequina; catequina.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License