SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 número5Níveis de inclusão de glicerol nas silagens de milho e girassol índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

SILVA, Vinicius Pimentel et al. Cinética de passagem em equinos alimentados com feno de coastcross em diferentes formas físicas. Ciênc. agrotec. [online]. 2014, vol.38, n.5, pp.506-514. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542014000500010.

Este trabalho teve como objetivos avaliar a cinética de passagem da digesta, as características físico-químicas e o tamanho da partícula da digesta do cólon ventral direito (CVD) de equinos alimentados com feno de coastcross com diferentes tamanhos de partículas. Utilizaram-se quatro equinos fistulados CVD alimentados exclusivamente com feno de coastcross: inteiro; feno picado, moído (5 mm) e moído (3 mm). Utilizou-se o delineamento em quadrado latino 4x4. Cada período experimental teve 10 dias de adaptação às dietas, quatro dias de coleta de fezes e um dia de coleta do conteúdo do cólon. A cinética de passagem da fase sólida e líquida da digesta no trato digestório foi estimada através do tempo médio de retenção (TMR), da taxa de passagem (k) e do tempo de trânsito (TT) utilizando os indicadores: Cr-FDN e Co-EDTA. O TT da fase sólida da digesta foi maior em 3 horas (P<0,05) nos equinos alimentados com o feno moído, em relação às outras formas do feno. Não houve diferença (P>0,05) no TMR e k tanto da fase líquida quanto na sólida da digesta em função das diferentes formas físicas do feno. No entanto, houve maior velocidade de passagem da fase líquida de 3,28 h-1, comparada à fase sólida, de 2,73 h-1, em todas as dietas. Quando se forneceu feno moído a 3 mm foram observados o menor tamanho de partícula e o menor teor da fibra em detergente neutro na digesta do cólon, com valores de 0,51 mm e 53,5%, respectivamente. A moagem do feno aumentou o tempo de trânsito da fase líquida no trato digestório dos equinos, sem interferir na cinética da fase sólida da digesta. A moagem do feno reduziu os teores de FDN e o tamanho médio das partículas no CVD.

Palavras-chave : Cromo; digestão; tamanho de partícula; taxa de passagem.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons