SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número4Influência de porta-enxertos sobre a murcha de Fusarium, infestação de nematóides, rendimento e qualidade de frutos na produção de melanciaQualidade fisiológica e sanitária de sementes de variedades crioulas de milho armazenadas em duas condições índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

SILVA, Elidiane da et al. Funções de pedotransferência para retenção de água nos principais solos dos tabuleiros costeiros brasileiros. Ciênc. agrotec. [online]. 2015, vol.39, n.4, pp.331-338. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542015000400003.

Funções de pedotransferência (FPTs) são equações usadas para estimar atributos de solo de difícil determinação, a partir de outras mais facilmente obtidas. A retenção de água no solo é utilizada em diversas aplicações agronômicas e ambientais, porém sua determinação direta é demorada e onerosa. Com isso, as FPTs são alternativas para obtenção dessas informações de forma mais rápida e econômica. Conduziu-se este trabalho, com os objetivos de gerar um banco de dados e desenvolver FPTs para a retenção de água nos potenciais de -33 kPa (capacidade de campo) e -1500 kPa (ponto de murcha permanente) para Argissolo Amarelo e Latossolo Amarelo, da região dos Tabuleiros Costeiros brasileiros. Os solos dos Tabuleiros Costeiros são, principalmente, provenientes de sedimentos pré-intemperizados da Formação Barreiras e seus principais usos são cana-de-açúcar, pecuária, silvicultura e fruticultura. O banco de dados para geração das FPTs foi composto, a partir da seleção de informações obtidas de trabalhos científicos e de relatórios de levantamentos de solos da região. Foram geradas FPTs específicas para cada classe de solo em seus respectivos horizontes A e B e para o solum, e FPTs gerais, englobando as classes de solos e seus horizontes, por meio de regressão múltipla, através do pacote stepwise da linguagem de programação R. Em razão da pequena variabilidade pedológica (pequeno número de classes de solos com grande expressão geográfica) e alta uniformidade mineralógica, comumente observadas neste ambiente, a não estratificação das classes de solos para a criação de FPTs gerais demonstrou resultados similares ou superiores em relação às equações específicas para cada classe de solo. O ajuste dos dados demonstrou que os valores de retenção de água nos potenciais de -33 kPa e -1500 kPa podem ser estimados com adequada acurácia para os principais solos dos Tabuleiros Costeiros brasileiros, por meio de FPTs, a partir de dados de textura, principalmente, e matéria orgânica, secundariamente.

Palavras-chave : Banco de dados; pedofunções; ponto de murcha permanente; capacidade de campo.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )