SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número4Composição de ácidos graxos em pimentas do gênero CapsicumCaracterização físico-química e reológica de óleos de abacate índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

STEFANELLO, Flávia Santi et al. Estabilidade oxidativa e microbiológica de linguiça frescal de carne suína adicionada de pó de cogumelo do sol. Ciênc. agrotec. [online]. 2015, vol.39, n.4, pp.381-389. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542015000400009.

Os consumidores estão se tornando mais conscientes das implicações toxicológicas de aditivos artificiais em alimentos. Nesse sentido, a utilização de compostos antioxidantes naturais, além de reduzir efeitos deletérios da oxidação lipídica, são atualmente mais valorizados no mercado. Dessa forma, objetivou-se determinar o efeito da adição de cogumelo do sol (Agaricus blazei Murril) em pó sobre a estabilidade oxidativa e microbiológica de linguiça frescal de carne suína, ao longo da vida útil. Esse pó foi utilizado nas concentrações de 0%, 1,0%, 2,0% e 4,0%, na fabricação de linguiça. Foram realizadas análises de umidade, proteínas, cinzas, gordura e análises microbiológicas no dia 0. Analisaram-se as linguiças no dia 0 e a cada sete dias em relação ao pH, cor, índice de TBARS e análises microbiológicas. Os resultados obtidos na composição centesimal e nas análises microbiológicas para Estafilococos coagulase positiva, Coliformes a 35 ºC e a 45 ºC, Samonella sp e Clostrídios sulfito redutores estavam de acordo com o exigido pela legislação brasileira. Em relação à cor do produto, ocorreu diminuição na tonalidade vermelha. No período final de estocagem, ao 35º dia, o valor de TBARS para linguiça com 4,0% de pó foi de 0,509±0,12 mg MDA/kg de amostra e para o controle foi de 1,131±0,12 mg MDA/kg de amostra. O cogumelo do sol, em pó, não possui efeito sobre a estabilidade microbiológica. Conclui-se que o cogumelo do sol mostrou-se efetivo sobre a estabilidade oxidativa de linguiça de carne suína quando adicionado em pó nas concentrações de 1,0%, 2,0% e 4,0%.

Palavras-chave : Antioxidante natural; contagem microbiana; oxidação lipídica; produto cárneo.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )