SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número3Pressões de contato e o impacto de conjuntos motomecanizados em Latossolo com presença e ausência de palhada de cana-de-açúcarEficiência de lambda-cialotrina no controle da broca-do-fruto e aspectos quali-quantitativos da pulverização na cultura da pinha índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

EMARA, Hassan Mahmoud; OMAR, Ayman Feisal; EL-SHAMY, Moustafa Mahmoud  e  MOHAMED, Mona Elsaid. Identificação de Pm24, Pm35 e Pm37 em treze egípcios cultivares de trigo utilizando marcadores microssatélites. Ciênc. agrotec. [online]. 2016, vol.40, n.3, pp.279-287. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/1413-70542016403036315.

O oídio causado por Blumeria graminis f.sp. tritici (DC) E.O. Speer Em. Marchal é uma das doenças mais importantes do trigo (Triticum spp.) no Egito. Todos os cultivares de trigo egípcios são suscetíveis a essa doença tanto na fase jovem quanto em plantas adultas. O melhoramento genético de cultivares resistentes é o método mais econômico e ambientalmente seguro para eliminar a doença e reduzir as perdas de colheita. As combinações de dois ou mais genes de resistência podem conduzir a uma maior resistência a essa doença. Oito Pm genes (Pm2, Pm6, Pm12, Pm16, Pm24, Pm35, Pm36 e Pm37) entre 21 linhagens monogênicas de trigo foram resistentes a 42 isolados individuais de oídio coletados em diferentes províncias na área do Delta do Nilo, no Egito, em plantas jovens e adultas. Quatro marcadores microssatélites de DNA específicos, (Xgwm337, Xcfd7 ligada a Pm24, Pm35 e Xgwm332, Xwmc790) ligados a genes de resistência Pm37 foram selecionados para detectar esses genes em 13 cultivares de trigo egípcios. Nosso estudo revela a ausência de Pm24, Pm35 e Pm37 em todos os 13 cultivares de trigo egípcios. Estes resultados demonstram que os cultivares egípcios não possuem genes de resistência e necessitam incorporar um, dois ou mais genes resistentes num genótipo e nos cultivares comerciais suscetíveis ao patógeno.

Palavras-chave : Oídio; controle genético; DNA; marcadores moleculares.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )