SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número4Adubação fosfatada, inoculação micorrízica e histórico de uso do solo no crescimento da soja e absorção de PLatossolos Amarelos e Vermelhos sob vegetação de cerrado: drenagem interna diferencial e atributos micromorfológicos covariantes índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

SILVA, Bárbara Pereira Christofaro et al. Perdas de solo e água em plantios de eucalipto e floresta nativa e determinação dos fatores da USLE em sub-bacia hidrográfica piloto no Rio Grande do Sul, Brasil. Ciênc. agrotec. [online]. 2016, vol.40, n.4, pp.432-442. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/1413-70542016404013216.

O monitoramento da erosão hídrica e o conhecimento dos fatores que causam perdas de solo e água são essenciais para o planejamento conservacionista do solo. Objetivou-se com esse trabalho avaliar as perdas de solo e água por erosão hídrica, sob chuva natural, em plantios de eucalipto estabelecidos em 2001 (FE2) e 2004 (FE1), floresta nativa (FN) e solo descoberto (SD), no período de 2007 a 2012; e determinar os fatores da USLE: erosividade da chuva (R), erodibilidade (K) de um Argissolo Vermelho e o fator cobertura vegetal (C) para FE1, FE2 e FN, em sub-bacia hidrográfica piloto, em Eldorado do Sul, RS. O fator R foi estimado pelo índice EI30, a partir de dados pluviométricos obtidos em estação climatológica instalada na sub-bacia. As perdas de solo e água foram monitoradas em parcelas experimentais, fornecendo dados consistentes para a estimativa dos fatores K e C. A sub-bacia apresentou uma erosividade média de 4.228.52 MJ mm ha-1 h-1 ano-1. As perdas médias anuais de solo em FE1 e FE2 (0.81 e 0.12 Mg ha-1 ano-1, respectivamente) foram muito abaixo do limite de tolerância 12,9 Mg ha-1 ano-1. Os valores percentuais de perdas de água relativos à precipitação pluvial total decresceram anualmente, aproximando-se dos valores observados em FN. A partir do 5º ano após implantação dos sistemas de eucalipto o comportamento dos mesmos foi semelhante ao da FN, no tocante à erosão hídrica. A erodibilidade do ArgissoloVermelho foi de 0,0026 Mg ha h ha-1 MJ-1 mm-1 e o fator C apresentou valores de 0,121, 0,016 e 0,015 para FE1, FE2 e FN, respectivamente.

Palavras-chave : Erosão hídrica; erodibilidade do solo; erosividade da chuva; fator cobertura e manejo.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )