SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 número1Adsorção e disponibilidade de fósforo em resposta a doses de ácido húmico em solos corrigidos por CaCO3 ou MgCO3Contribuição do nitrogênio derivado da suplementação mineral em sementes para plântulas de soja índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

SILVA, Liliane Garcia da; MENDONCA, Bruno Araujo Furtado de; SILVA, Eliane Maria Ribeiro da  e  FRANCELINO, Márcio Rocha. Cenários da Mata Atlântica sob os parâmetros das leis florestais. Ciênc. agrotec. [online]. 2018, vol.42, n.1, pp.21-32. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/1413-70542018421003417.

O sensoriamento remoto permite a identificação das regularidades e irregularidades do uso e cobertura do solo em relação à legislação ambiental e pode ser decisivo em tomadas de decisões para intervenção. O objetivo do trabalho foi delimitar cenários em áreas de preservação permanentes com e sem usos consolidados na bacia hidrográfica do Rio Capivari, Estado do Rio de Janeiro-Brasil, no bioma da Mata Atlântica. Foram realizados no mapeamento e a análise do uso e ocupação das áreas de preservação permanente, através dos seguintes dados: cenas do satélite RapidEye-REIS de 2012, classificador Bhattacharya Distance e hidrografia da bacia e modelo digital de elevação (1:25.000), e os softwares Spring 5.2.7 e ARCGis 10.3.1. Os cenários adotados foram: I) Lei Federal n.º 4.771/1965 e Resolução do Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) n.° 303/2002; II) Lei Federal n.º 12.651/20120; e III) Leis Federais n.º 12.651/2012 e n.º 12.727/2012. A classificação apresentou excelente acurácia de 91,15% para exatidão global e o índice Kappa de 0,86 em relação as amostras de treinamento das seis classes de usos múltiplos, tendo os usos antrópicos de Agropecuária, Queimadas, Solo Exposto e Urbanização, os quais estiveram presentes com usos conflitivos para Cenários I, II e III. A nova legislação florestal para as APPs do Cenário III impactou na redução em 68% em relação ao Cenário I, onde corrobora a preocupação na conservação dos recursos hídricos e edáficos, e o cumprimento da legislação.

Palavras-chave : Áreas de preservação permanente; sensoriamento remoto; usos conflitivos; hotspot; Novo Código Florestal Brasileiro..

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )