SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 issue2Psychological intervention in surgeryClinical psychology and meaningful learning: report on a participative phenomenological research author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia em Estudo

Print version ISSN 1413-7372

Abstract

DIMENSTEIN, Magda. Representações da prematuridade por mulheres usuárias do serviço público de saúde. Psicol. estud. [online]. 2000, vol.5, n.2, pp. 33-47. ISSN 1413-7372.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-73722000000200004.

Trata-se de um relato de uma experiência profissional ocorrida no serviço de obstetrícia e ginecologia de uma maternidade pública do Rio de Janeiro. Objetiva-se elucidar os significados da prematuridade construídos por mães de bebês nascidos prematuramente e internados em berçários de alto e médio riscos. Os dados aqui discutidos foram obtidos através de diferentes procedimentos: observação participante na enfermaria e berçários; entrevista semi-estruturada com as mães; grupo de discussão realizado semanalmente com usuárias e equipe de saúde, atendimento individual com as mães e familiares dos bebês. Em linhas gerais, pode-se dizer que nesse contexto específico, são muito freqüentes entraves na comunicação entre a equipe profissional, mães e familiares, devido aos diferentes estilos discursivos, bem como à diversidade de crenças e valores em relação à prematuridade. Esse quadro deriva para uma baixa contratualidade e adesão das mães ao tratamento e prescrições médicas, o que tem implicações sérias no que diz respeito aos cuidados com os bebês. O psicólogo, como parte da equipe de saúde, pode desempenhar uma função importante enquanto mediador e potencializador de relações mais humanizadas dentro dos serviços de saúde, impactando na qualidade da atenção prestada.

Keywords : prematuridade; equipe de saúde; comunicação médico-paciente.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese