SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue3The origins of the psychoanalysis of children in Brazil: between education and the medicineAssessment of psychotherapy process and outcome: a review author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia em Estudo

Print version ISSN 1413-7372

Abstract

DAGFAL, Alejandro Antonio. O ingresso da psicanálise no sistema de saúde pública na Argentina. Psicol. estud. [online]. 2009, vol.14, n.3, pp. 433-438. ISSN 1413-7372.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-73722009000300003.

Na Argentina, a renovação cultural ocorrida a partir de 1955 possibilitou à psicanálise deixar de ser uma prática privada reservada às elites da capital. A ampliação dessa clínica foi favorecida tanto pela abertura de novos espaços institucionais públicos como por transformações ocorridas nos já existentes, onde alguns passaram a adotar técnicas de "inspiração psicanalítica". É o caso, por exemplo, da psicoterapia de grupo. Ainda que derivada da psicanálise e exercida por médicos e psicólogos, constituiu-se como uma alternativa, ao mesmo tempo, de atendimento e formação, o que fez com que essa prática deixasse de ser patrimônio exclusivo dos membros da Associação Psicanalítica Argentina (APA). Assim, a instituição oficial perdia o monopólio do "uso legítimo" da psicanálise. Neste trabalho é analisado particularmente o caso do Serviço de Psicopatologia do Hospital Lanús, dirigido por Mauricio Goldenberg entre 1956 e 1972, já que exemplifica muito bem este fenômeno de expansão e transformação da psicanálise. Foi adotada uma metodologia clássica no campo da história, baseada na análise de textos e documentos da época.

Keywords : Historia; psicanálise; saúde.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese