SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue1Productivity, necessity and affectivity: distributive justice and empathy in brazilian youthAbout bodies and monsters: some contemporary reflections author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Psicologia em Estudo

Print version ISSN 1413-7372

Abstract

CARLOTTO, Mary Sandra  and  CAMARA, Sheila Gonçalves. Tradução, adaptação e exploração de propriedades psicométricas da escala de tecnoestresse (RED/TIC). Psicol. estud. [online]. 2010, vol.15, n.1, pp. 171-178. ISSN 1413-7372.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-73722010000100018.

A Escala de Tecnoestresse - RED/TIC avalia o tecnoestresse a partir de um modelo teórico de quatro dimensões: fadiga, ansiedade, descrença e ineficácia. Este artigo analisa a validade fatorial e a consistência interna do RED/TIC. A amostra se constituiu de 368 trabalhadores que utilizam TICs. Foi realizada análise fatorial confirmatória através do programa LISREL 8. Os resultados evidenciam que o modelo teórico se ajustou satisfatoriamente aos dados. Além de ter apresentado um valor de Qui-quadrado estatisticamente significativo (χ²(98) = 269,79, p < 0,000), outros indicadores de bondade de ajuste dão suporte a este resultado: a razão χ²/gl foi de >2,75, com um GFI de 0,97 e o RMSR de 0,07.  O NNFI foi de 0,98, o CFI de 0,98 e PNFI = 0,79. Todos os fatores apresentarma alfa de Cronbach superior a 0,70. Os resultados mostram que o RED-TIC oferece validade fatorial e consitência interna adequadas para avaliar o tecnoesstre em profissionais brasileiros.

Keywords : Tecnoestresse; análise fatorial confirmatória; validade.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese