SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue32Local power between ora et labora: the benedictine house in the plots of seventeenth-century Rio de JaneiroReligious orders and transgression in colonial Maranhão author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Tempo

Print version ISSN 1413-7704

Abstract

ALMEIDA, Suely Creusa Cordeiro de. A clausura feminina no mundo ibero atlântico: Pernambuco e Portugal nos séculos XVI ao XVIII. Tempo [online]. 2012, vol.18, n.32, pp. 95-113. ISSN 1413-7704.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-77042012000100005.

Garantir a proteção da prole feminina sempre foi uma preocupação das famílias no mundo ibero-atlântico do Antigo Regime. Quando não era possível casar as moças com pessoas de qualidade, buscar o abrigo das casas de clausura para dar-lhes um estado foi uma opção e, em muitos casos, uma demonstração de afeto dos genitores. Os espaços de clausura assumiram múltiplas funções, pois tanto permitiam a almejada proteção e honra como possibilitavam uma vida devota para aquelas que tinham vocação. Mas, contraditoriamente, se constituíram em espaços de prisão para aquelas que de alguma forma romperam as fronteiras dentro das quais era permitido às mulheres se movimentarem. Assim, neste artigo tentamos demonstrar como as instituições de clausura fizeram parte do cotidiano das mulheres e das famílias fidalgas da sociedade do Antigo Regime.

Keywords : mulher; nobreza; clausura; Ibero-Atlântico.

        · abstract in English | French     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese