SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número6Comparação entre DASH e SF-36 do cotovelo traumatizado reabilitado na terapia ocupacionalCorrelação inter-observador da classificação de falhas ósseas em artroplastia de joelho índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Ortopédica Brasileira

versão impressa ISSN 1413-7852

Resumo

ALVES, Marcelo de Pinho Teixeira. Liberação do canal do carpo por mini-incisão transversa. Acta ortop. bras. [online]. 2011, vol.19, n.6, pp.362-367. ISSN 1413-7852.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-78522011000600008.

OBJETIVO: Comparar o tratamento cirúrgico da STC por mini-incisão transversa, proximal ao canal do carpo, com a incisão clássica, sobre o canal do carpo. MÉTODO: 47 pacientes atendidos no Ambulatório de Cirurgia da Mão da Clínica Traumato - Ortopédica Madureira, portadores de síndrome do túnel do carpo. O Grupo 1 é formado por 24 pacientes (28 mãos) operados pela via de acesso clássica. O Grupo 2 é formado por 23 pacientes (28 mãos) operados pela técnica de mini-incisão. Os dois grupos foram comparados em relação às características de desconforto da cicatriz, presença ou ausência da dor no "pilar" e tempo decorrido para o retorno às atividades de vida diária ou de. RESULTADOS: Houve predominância de pacientes do sexo feminino (87.5% no Grupo 1; 91.3% no Grupo 2) e de acometimento bilateral comprovado por eletroneuromiografia (75% dos pacientes do Grupo 1; 86% dos pacientes do Grupo 2). O desconforto na cicatriz e a dor no pilar foram mais freqüentes no Grupo 1, não havendo diferença no tempo para o retorno ao trabalho ou às atividades diárias. CONCLUSÃO: A mini-incisão mostra-se menos invasiva e igualmente eficaz para o tratamento cirúrgico da STC, com menor morbidade do que a incisão longitudinal clássica. Nível de Evidência II, Terapêutico.

Palavras-chave : Síndrome do túnel carpal; Descompressão cirúrgica; Estudos prospectivos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons