SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue3Correlation between the clinic and the index of cervical myelopathy Torg author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Acta Ortopédica Brasileira

Print version ISSN 1413-7852

Abstract

MANDARANO-FILHO, Luiz Garcia; BEZUTI, Márcio Takey; MAZZER, Nilton  and  BARBIERI, Cláudio Henrique. Influência da espessura do osso cortical sobre a velocidade de propagação do ultrassom. Acta ortop. bras. [online]. 2012, vol.20, n.3, pp. 184-190. ISSN 1413-7852.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-78522012000300010.

OBJETIVO: Avaliar a influência da espessura do osso cortical sobre a velocidade de propagação do ultrassom (in vitro). MÉTODO: Foram utilizadas 60 lâminas ósseas confeccionadas a partir do fêmur de bovinos, com diferentes espessuras, variando de 1 a 6mm (10 de cada). As medidas da velocidade do ultrassom foram realizadas por aparelho projetado para este fim, utilizando técnica subaquática e por contato direto com auxílio de gel de acoplamento. Os transdutores foram posicionados de duas maneiras diferentes; opostos entre si, com o osso entre eles, sendo a medida chamada de transversal; e, paralelos na mesma superfície cortical, sendo a medida chamada de axial. RESULTADOS: Com o modo de transmissão axial, a velocidade de propagação do ultrassom aumenta conforme a espessura do osso cortical aumenta, independente da distância entre os transdutores, até a espessura de 5mm, mantendo-se constante após. Não houve alteração da velocidade quando o modo de transmissão foi transversal. CONCLUSÃO: A velocidade de propagação do ultrassom aumenta com o aumento da espessura da cortical óssea, no modo de transmissão axial, até o momento em que a espessura supera o comprimento da onda, mantendo a velocidade constante a partir de então. Nível de Evidência: Estudo Experimental.

Keywords : Ultrassom; Acústica; Osso e ossos.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese