SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número1Viscossuplementação em pacientes com artropatia hemofílicaResultados de revisão de artroplastia total do joelho com haste não cimentada "Press-fit" índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Ortopédica Brasileira

versão impressa ISSN 1413-7852

Resumo

FONTES-PEREIRA, Aldo José et al. Efeito do ultrassom terapêutico de baixa intensidade em fratura induzida em tíbia de ratos. Acta ortop. bras. [online]. 2013, vol.21, n.1, pp.18-22. ISSN 1413-7852.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-78522013000100003.

OBJETIVO: Averiguar os possíveis efeitos do ultrassom de baixa intensidade, utilizado em tratamentos fisioterapêuticos de rotina, em fratura induzida em tíbia de ratos. MÉTODOS: Foram utilizados 20 ratos machos Wistar, distribuídos em 2 grupos, com 10 animais, cada. No grupo ultrassom (GUS), os animais sofreram fratura óssea e tratamento com ultrassom terapêutico (UST) a 1,0 MHz e intensidade de 0,2 W/cm2, no modo pulsado a 20%, aplicado de forma estacionária, por 10 minutos, na região da fratura, durante cinco semanas. O grupo controle (GC) sofreu fratura óssea e não foi tratado com UST. RESULTADOS: Nas radiografias, observou-se melhor consolidação no GUS em relação ao GC. Já na análise de fosfatase alcalina (FALC) e cálcio sérico (CS), não se evidenciou efeito estatisticamente significativo. CONCLUSÃO: De acordo com o presente estudo, o UST aplicado conforme esses parâmetros promoveu aceleração da consolidação, comprovada por radiografia, entretanto a análise bioquímica não foi conclusiva. Um dos motivos para essa divergência pode ter sido alguma inadequação do protocolo bioquímico, atualmente em investigação. Nível de Evidência II, Estudo prospectivo comparativo.

Palavras-chave : Consolidação da fratura; Terapia por ultrassom; Fisioterapia; Tíbia; Ratos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons