SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número2O modelo bioético principialista para a análise da moralidade da pesquisa científica envolvendo seres humanos ainda é satisfatório?Para além do consentimento informado: consentimento contínuo em pesquisa com seres humanos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência & Saúde Coletiva

versão impressa ISSN 1413-8123versão On-line ISSN 1678-4561

Resumo

VAN DEN HOONAARD, Will C.. Re-imaginando o "sujeito": considerações éticas e conceituais sobre o participante de pesquisa qualitativa. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2008, vol.13, n.2, pp.371-379. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232008000200012.

O conceito convencional biomédico de "sujeito humano" está distante da definição holística de saúde da Organização Mundial da Saúde (OMS). O "sujeito humano" nas políticas nacionais e internacionais sobre ética em pesquisa é altamente individualista, uma pessoa autônoma, em contraste com a definição holística de pessoa saudável da OMS. Este trabalho sugere que a pesquisa qualitativa oferece uma saída para este dilema. Nós precisamos re-conceituar o "sujeito" humano na linha da definição holística de saúde da OMS. Este trabalho oferece conceitos sobre "participantes de pesquisa" derivados da pesquisa qualitativa como uma maneira essencial de re-conceituar o "sujeito" humano. Além disso, o trabalho de campo, ou pesquisa etnográfica, tal como conduzida pelos pesquisadores qualitativos, oferece uma maneira útil de adquirir uma compreensão mais completa sobre saúde em uma dada população.

Palavras-chave : O "sujeito"; OMS; Ética; Pesquisa sobre saúde; Pesquisa qualitativa.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons