SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número3Benefícios físicos e redução de sintomas depressivos em idosos: resultados do Programa Nacional de Caminhada PortuguêsPrevalência do consumo moderado e excessivo de álcool e fatores associados entre residentes de Comunidades Quilombolas de Vitória da Conquista, Bahia, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência & Saúde Coletiva

versão impressa ISSN 1413-8123

Resumo

BEZERRA, Vanessa Moraes; ANDRADE, Amanda Cristina de Souza; CESAR, Cibele Comini  e  CAIAFFA, Waleska Teixeira. Desconhecimento da hipertensão arterial e seus determinantes em quilombolas do sudoeste da Bahia, Brasil. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2015, vol.20, n.3, pp.797-807. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015203.14342014.

Objetivou-se avaliar a prevalência de desconhecimento da hipertensão arterial (HA) e fatores associados em quilombolas e descrever aspectos do manejo não farmacológico da HA. Estudo transversal com amostra de 358 indivíduos hipertensos com 18 anos ou mais, definida como aqueles com pressão arterial (PA) sistólica ≥ 140mmHg e/ou pressão arterial diastólica ≥ 90 mmHg e/ou relataram uso de medicamentos anti-hipertensivos. Foram classificados com desconhecimento da HA aqueles que responderam negativamente a pergunta sobre conhecer o diagnóstico de HA. Empregou-se regressão de Poisson. A prevalência de desconhecimento da HA foi de 44,1% (IC95%: 38,9-49,3). Entre os que já sabiam do diagnóstico e estavam em tratamento medicamentoso apenas 24,8% tinha a PA controlada. O desconhecimento da HA associou-se positivamente com sexo masculino e estágio 1 da HA e, negativamente, com maior faixa etária, sobrepeso, autopercepção negativa da saúde e realização de consulta médica. Para o manejo não farmacológico foi observado baixos percentuais de solicitação de exames e seguimento das recomendações adequadas. A HA destaca-se como um problema de saúde pública nesta população, descortinando grande vulnerabilidade em saúde devido aos níveis insatisfatórios de conhecimento, tratamento e controle.

Palavras-chave : Hipertensão; Conhecimento; Comunidades vulneráveis; Estudos transversais.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )