SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número3Indicadores nutricionais combinados e fatores associados em população Quilombola no Sudoeste da Bahia, BrasilCrenças erróneas sobre as doenças cardíacas em adultos saudáveis: implicações para a promoção da saúde na comunidade índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência & Saúde Coletiva

versão impressa ISSN 1413-8123

Resumo

MARCUCCI, Fernando Cesar Iwamoto  e  CABRERA, Marcos Aparecido Sarria. Morte no hospital e no domicílio: influências populacionais e das políticas de saúde em Londrina, Paraná, Brasil (1996 a 2010)Morte no hospital e no domicílio: influências populacionais e das políticas de saúde em Londrina, Paraná, Brasil (1996 a 2010). Ciênc. saúde coletiva [online]. 2015, vol.20, n.3, pp.833-840. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015203.04302014.

O envelhecimento da população e a transição epidemiológica implicam em tempo prolongado de terminalidade e em aumento da demanda por serviços de saúde com suporte para o processo de óbito, o qual ocorre principalmente nos hospitais. Mudanças no suporte oferecido e nas políticas em saúde podem influenciar as características dos óbitos, possibilitando a ocorrência em domicílio ou em instituições. O objetivo do presente artigo é analisar os locais de óbito no município de Londrina (PR), entre 1996 a 2010, e verificar influências das mudanças populacionais e políticas. Realizou-se uma análise das frequências dos óbitos no município, pelo Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), considerando as causas e os locais de óbito. Houve um aumento de 28% no número de óbitos da população geral, mas 48% para aquela acima de 60 anos. Aumentou o número de óbitos hospitalares, que corresponderam por 70% das ocorrências, no entanto não houve aumento na frequência de outros locais, e os domicílios mantiveram cerca de 18%. As frequên cias de locais de óbito não alteraram no período, mesmo com políticas de saúde que ampliaram o suporte em outros locais, como o domicílio. O predomínio hospitalar foi semelhante a outros municípios brasileiros, mas maior que o observado em outros países.

Palavras-chave : Mortalidade; Causas de morte; Assistência domiciliar; Local de óbito; Cuidados paliativos; Mortalidade; Causas de morte; Assistência domiciliar; Local de óbito; Cuidados paliativos.

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )