SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número7Coordenação governamental da Política de Controle do Tabaco no BrasilA relação entre planos privados de saúde e uso de serviços médicos e odontológicos no sistema de saúde brasileiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência & Saúde Coletiva

versão impressa ISSN 1413-8123versão On-line ISSN 1678-4561

Resumo

ALMEIDA, Isabella Silva de  e  CAMPOS, Gastão Wagner de Sousa. Análise sobre a constituição de uma rede de Saúde Mental em uma cidade de grande porte. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2019, vol.24, n.7, pp.2715-2726.  Epub 22-Jul-2019. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018247.20122017.

Este artigo se propôs a refletir sobre a constituição das redes de atenção psicossocial, a partir de um território do município de São Paulo. Para tanto, foi realizado um estudo exploratório sobre o SUS e a Saúde Mental no município no período de 1980 a 2013. Foram feitas leituras de documentos oficiais e artigos, dissertações, teses e livros sobre a implementação do SUS na cidade de São Paulo, com ênfase na rede de saúde mental. Realizou-se ainda a escuta de atores que viveram parte dessa história, a partir de entrevistas abertas. Dessa forma, foi possível pontuar seis marcos: modelo assistencial asilar-manicomial; década de 1980: avanços e retrocessos; 1989 – 1992: modelo de atenção integral à Saúde Mental; 1993 – 2000: Retrocessos políticos e resistências; Projeto Qualis II; municipalização da saúde. Com essa leitura analítica, constatou-se a importância dos eventos históricos na compreensão das proposições políticas e na consolidação das políticas públicas, acerca do SUS São Paulo.

Palavras-chave : Sistema Único de Saúde; Saúde mental; Reforma psiquiátrica; Rede de atenção psicossocial.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )