SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número3Mídia, ideologia e cocaína (Crack): produzindo "refugo humano"Olhares de crianças a relevar a polifonia da cidade índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Psico-USF

versão impressa ISSN 1413-8271

Resumo

RAVA, Paula Grazziotin Silveira  e  FREITAS, Lia Beatriz de Lucca. Gratidão e sentimento de obrigatoriedade na infância. Psico-USF [online]. 2013, vol.18, n.3, pp.383-394. ISSN 1413-8271.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-82712013000300005.

O estudo examinou como as crianças avaliam: sentimentos do beneficiário diante de uma ação generosa, o tipo de relação estabelecida entre esses sentimentos e o benfeitor, a obrigatoriedade ou não de se retribuir um favor e as justificativas. Participaram 89 crianças de 5 a 12 anos, distribuídas em três grupos etários. Utilizaram-se duas histórias sobre situações cotidianas. A maior parte das crianças estabeleceu relação entre o sentimento positivo do beneficiário e a ação do benfeitor. Os resultados sugerem uma evolução nas concepções das crianças sobre a obrigação de retribuir. As crianças mais jovens foram as que mais apresentaram justificativas de consequência para o benfeitor. A justificativa de retribuição como um bem moral apareceu apenas no grupo de crianças mais velhas.

Palavras-chave : Gratidão; Desenvolvimento moral; Crianças.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons