SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número3Motivação e envolvimento acadêmico: um estudo com estudantes universitáriosDa hipótese de uma adolescentização generalizada e seus desafios para a educação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Psicologia Escolar e Educacional

versão On-line ISSN 2175-3539

Resumo

MARTINELI, Telma Adriana Pacifico  e  ALMEIDA, Eliane Maria. Contribuições da concepção vigotskiana de arte para o ensino da cultura corporal. Psicol. Esc. Educ. [online]. 2017, vol.21, n.3, pp.523-531. ISSN 2175-3539.  https://doi.org/10.1590/2175-35392017021311194.

Este estudo analisa a concepção de arte desenvolvida por L. S. Vigotski (1896-1934) e suas contribuições para o ensino da cultura corporal, na educação física escolar. Especifica-se o contexto de sua produção e divulgação no Brasil, as concepções de arte e infância desse psicólogo, bem como suas possibilidades pedagógicas no ensino da cultura corporal. As principais referências de estudo foram: “A imaginação e a arte na infância” e “Psicologia da arte” de Vigotski (2006, 1999), elaboradas no contexto da Revolução Russa e recuperadas na abertura política e social no Brasil. Para o autor, o homem tem capacidade reprodutora e criativa e a partir dela produz arte. A imaginação é uma função psicológica superior que deve ser potencializada na infância para o desenvolvimento da capacidade criativa e da subjetividade humana. Portanto, a atividade pedagógica no ensino da cultura corporal, fundamentada nessa teoria, pode favorecer o desenvolvimento da capacidade criativa na infância.

Palavras-chave : Educação Física; Vygotsky; Arte.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )