SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 issue6Transferrin and albumin polimorphism and its correlation with sexual maturity in bullsTreatment of feeds of chickens with organic acids: study of bactericidal efficacy and evaluation of recovery techniques for Salmonella spp author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science

Print version ISSN 1413-9596

Abstract

PRADA, Flávio; MENDONCA JR., Cássio Xavier de  and  CARCIOFI, Aulus Cavalieri. Concentração de cobre e molibdênio em algumas plantas forrageiras do Estado do Mato Grosso do Sul. Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. [online]. 1998, vol.35, n.6, pp. 00-00. ISSN 1413-9596.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-95961998000600009.

Foi realizado um levantamento sobre as quantidades de cobre e molibdênio contidas em quatro gramíneas - Capim colonião (Panicum maximum), Jaraguá (Hyparrhenia rufa (Ness) Stapf), Pangola (Digitaria decumbens Stent) e Angolinha (Eriochloa polystachya (H.B.K.) Hitchc) - colhidas mensalmente durante um ano, no município de Brasilândia, Mato Grosso do Sul, Brasil. Os valores médios encontrados foram, para o cobre: 4,46 e 3,63 para o capim Colonião, 4,13 e 3,50 para o Jaraguá, 5,21 e 3,65 para o Pangola e 5,10 e 4,09 para o Angolinha, respectivamente na época das "águas" e das "secas". Para o molibdênio, os valores médios encontrados foram de 14,43 e 12,65 para o Colonião, 13,03 e 13,83 para o Jaraguá, 12,33 e 13,20 para o Pangola e 12,45 e 12,88 para o Angolinha, respectivamente nas épocas das "águas" e das "secas". Não houve diferenças consideradas significativas entre capins tanto para o cobre como para o molibdênio, no período de 12 meses de colheita.

Keywords : Cobre; Molibdênio; Forragens.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese