SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número5Apresentação e distribuição do estro nas ovelhas tratadas com esponjas intravaginais impregnadas com acetato de medroxiprogesterona (MAP) em combinação com gonadotrofina de égua prenhe (PMSG)Comparação entre cinco diluidores na congelação de sêmen de cães índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science

versão impressa ISSN 1413-9596

Resumo

SIMONETTI, Laura; GARDON, Juan Carlos  e  RAMOS, Guillermo. Níveis residuais em esponjas impregnadas com acetato de medroxiprogesterona (MAP) após o tratamento de sincronização do estro nas ovelhas em período reprodutivo. Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. [online]. 1999, vol.36, n.5, pp. 00-00. ISSN 1413-9596.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-95961999000500002.

Preparou-se um conjunto de esponjas de poliuretano impregnadas com acetato de medroxiprogesterona (MAP). O nível real do progestágeno nas esponjas foi checado com anterioridade à inserção das esponjas do tratamento. Um total de 126 ovelhas Merino em período reprodutivo (primavera) foram tratadas com esponjas intravaginais impregnadas com MAP para sincronização do estro. As esponjas foram retiradas após 14 dias de tratamento. Utilizaram-se carneiros vasectomizados para detecção do cio. As ovelhas foram observadas para a presença das marcas duas vezes ao dia. As ovelhas que apresentaram cio foram inseminadas artificialmente com sêmen fresco diluído, empregando-se uma dose de 300x106 espermatozóides totais. A inseminação artificial foi praticada 12 horas depois da apresentação do cio. Os níveis residuais de MAP (RMAP) nas esponjas retiradas foram medidos por espectrofotometria a 241 nM e examinados em relação à resposta estral e à fertilidade. A dose real de MAP foi como média 54 mg. RMAP encontrados em esponjas após o tratamento foram como média 25,00 ± 0,84 mg. A porcentagem de sincronização dos cios foi 92,86% e a taxa de prenhez, 50,43%. Não foram encontradas diferenças significativas entre RMAP das ovelhas com (24,70 ± 0,86 mg) e sem (28,89 ± 3,65 mg) resposta estral (p>0,10). Também não foram encontradas diferenças significativas entre RMAP das ovelhas prenhes (25,56 ± 1,25 mg) e não-prenhes (23,83 ± 1,18 mg) (p>0,10). Conclui-se que a dose de 60 mg MAP utilizada convencionalmente para sincronização do estro em ovelhas é superior à quantidade utilizada pelas fêmeas.

Palavras-chave : Ovelhas; Sincronização do estro; Acetato de medroxiprogesterona; Fertilidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês