SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número6Estudo clínico-radiográfico da subluxação atlantoaxial congênita em cães índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science

versão impressa ISSN 1413-9596

Resumo

AMARAL, Vanessa Coutinho do et al. Vascularização das glândulas adrenais em galinhas da linhagem NPK (Gallus gallus domesticus). Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. [online]. 2004, vol.41, n.6, pp. 361-367. ISSN 1413-9596.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-95962004000600001.

Com o objetivo de contribuir com o conhecimento referente aos arranjos vasculares viscerais, que freqüentemente mostram suficientes variações para diferenciação entre famílias e ordens, utilizamos 34 galinhas da linhagem NPK, com idade aproximada de 10 semanas, eutanasiadas com dose de gás anestésico, tendo marcado seus contingentes arteriais com solução aquosa de Neoprene Látex ¨450¨ a 50 %, corada com corante específico e fixadas em solução aquosa de formol a 10 %, para estudar a vascularização das glândulas adrenais. Assim, os resultados indicam que as glândulas adrenais são órgãos pares, dispostos um em cada antímero, lateralmente à aorta descendente, caudalmente aos pulmões e médio-cranialmente aos rins. Nos dois antímeros, as glândulas adrenais receberam vasos oriundos das artérias adrenais homólogas provenientes da artéria renal cranial e da aorta descendente (ramos diretos). Independentemente da origem, o número de ramos destinados às glândulas adrenais variou de acordo com o antímero, sendo de 1 a 4 para o antímero esquerdo, e de 1 e 3 para o direito. Quanto maior o número de artérias totais e ramos emitidos pelas artérias adrenais contralaterais destinados a um antímero, maior será o número de ramos destinados pelas mesmas ao antímero oposto.

Palavras-chave : Irrigação das glândulas adrenais; Aves; Galinhas da linhagem NPK.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português