SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 issue20Social medicalization (II): biomedical limits and proposals for primary care clinicsThe significance of violence or senseless violence: the adolescents’ perspective vis-à-vis the media author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Interface - Comunicação, Saúde, Educação

On-line version ISSN 1807-5762

Abstract

COSTA, Tonia; STOTZ, Eduardo Navarro; GRYNSZPAN, Danielle  and  SOUZA, Maria do Carmo Borges de. Naturalização e medicalização do corpo feminino: o controle social por meio da reprodução. Interface (Botucatu) [online]. 2006, vol.10, n.20, pp. 363-380. ISSN 1807-5762.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832006000200007.

Trata-se de pesquisa bibliográfica sobre a recorrência do processo de naturalização como alicerce da medicalização do corpo feminino. Este processo institui uma forma de controle social com base na reprodução biológica, em que padrões de comportamento e diferenças de classe social, raça/etnia são ordenados/redescritos. Assim, se mantém a hegemonia masculina, patriarcal e de classe, e se aprofundam as desigualdades sociais e de gênero. Destaca-se a importância do desenvolvimento e da complexidade da tecnologia - que afastam as classes populares das tomadas de decisão sobre o próprio corpo e a saúde reprodutiva - e da escola sobretudo, em aulas de ciências e educação física para manter e perpetuar a hegemonia burguesa.

Keywords : reprodução humana; medicalização; naturalização; controle social.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese