SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue38Music therapy in the waiting room in a primary healthcare unit: care, autonomy and protagonismKidney donation in scientific texts: between the metaphors of gift and commodity author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Interface - Comunicação, Saúde, Educação

Print version ISSN 1414-3283

Abstract

JUNGES, José Roque et al. A visão de moral dos profissionais de uma unidade básica de saúde e a humanização. Interface (Botucatu) [online]. 2011, vol.15, n.38, pp. 755-764. ISSN 1414-3283.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832011000300011.

A proposta deste estudo foi analisar a visão moral dos profissionais de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e apontar suas implicações para a estratégia da humanização da assistência. Trata-se de uma investigação de natureza exploratória, com abordagem qualitativa. Os dados foram coletados em uma UBS e, posteriormente, interpretados pela análise do discurso. Os profissionais identificam moral como ter boas intenções no atendimento, sendo os resultados mais uma consequência de procedimentos técnicos do que uma questão ética. As diretrizes da Política Nacional de Humanização propõem a corresponsabilidade e a cogestão de profissionais, gestores e usuários, para o alcance dos objetivos da humanização, da resolutividade e da excelência na prestação dos serviços de saúde. A humanização não é uma questão de caridade, mas corresponde à realização dos direitos do usuário; a ética do profissional não pode estar pautada pela boa intenção, deve ser baseada nos resultados, identificando-se com a responsabilidade.

Keywords : Ética; Moral; Atenção Primária á Saúde; Humanização da assistência; Responsabilidade social.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese