SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue40Abilities and skills among Family Health Strategy workersThe process of recovery from drug misuse in the Assembly of God Pentecostal church author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Interface - Comunicação, Saúde, Educação

Print version ISSN 1414-3283

Abstract

SOUZA, Rozana Aparecida de  and  BRANDAO, Elaine Reis. À sombra do aborto: o debate social sobre a anticoncepção de emergência na mídia impressa brasileira (2005-2009). Interface (Botucatu) [online]. 2012, vol.16, n.40, pp. 161-176.  Epub Apr 19, 2012. ISSN 1414-3283.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832012005000017.

Trata-se de pesquisa socioantropológica que discute premissas centrais do debate social sobre a Anticoncepção de Emergência (AE) no Brasil, mediante análise de 131 textos publicados nos jornais Folha de S. Paulo (SP) e O Globo (RJ), de 2005 a 2009, orientada pelos descritores: pílula do dia seguinte, contracepção de emergência e AE. A Igreja Católica e o Ministério da Saúde são os principais interlocutores, identificados por um discurso baseado em metáforas bélicas, consoante à terminologia da saúde pública. Os textos pouco reproduzem argumentos de defesa dos direitos sexuais e reprodutivos. O posicionamento contrário da Igreja Católica baseia-se em argumentos biomédicos que consideram o método abortivo por ser usado pós-coito, equiparando a AE ao misoprostol (Cytotec) e à pílula RU486. O Ministério da Saúde e profissionais defendem que a AE pode evitar abortos inseguros, mas seu mecanismo de ação não é bem discutido, e o tema aborto termina sendo central.

Keywords : Anticoncepcionais pós-coito; Aborto; Direitos sexuais e reprodutivos; Serviços de saúde.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese