SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue42Analysis of the narratives on menopause of a brazilian websiteTranssexuality: psychological characteristics and new demands on the healthcare sector author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Interface - Comunicação, Saúde, Educação

Print version ISSN 1414-3283

Abstract

BRANT, Luiz Carlos  and  CARVALHO, Tales Renato Ferreira. Metilfenidato: medicamento gadget da contemporaneidade. Interface (Botucatu) [online]. 2012, vol.16, n.42, pp. 623-636. ISSN 1414-3283.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832012000300004.

O objetivo deste artigo consiste em apresentar os principais aspectos do uso não médico do metilfenidato. Em termos metodológicos, procedemos a uma pesquisa bibliográfica na busca por uma melhor compreensão interdisciplinar dessa utilização polêmica e multifacetada. Constatamos que o uso contemporâneo ultrapassa a tríade doença, saúde e cuidado. Compreende a busca incessante do homem em superar seus limites e viver bem em sociedade, o que torna esse medicamento um fetiche, aproximando o usuário de sua fragilidade. Percebe-se que, primeiramente, produziu-se o metilfenidato e, posteriormente, tentou-se configurar cientificamente o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), ou seja, inventou-se, primeiro, o remédio e, depois, a doença. Concluímos ser o metilfenidato mais um gadget da contemporaneidade. Um objeto de consumo curto e rápido, parceiro conectável e desconectável ao alcance das mãos, tornando-se dispositivo de prazeres efêmeros, fabricado e comercializado como medicamento.

Keywords : Metilfenidato; Preparações farmacêuticas; Gadget; Anfetamina.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese