SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue42Family support from the perspective of patients in psychiatric rehospitalization: a qualitative studyComprehensive health care, construction and socialization of knowledge in the context of permanent education and actions of health professionals author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Interface - Comunicação, Saúde, Educação

Print version ISSN 1414-3283

Abstract

GONZALEZ, Alberto Durán et al. Fenomenologia heideggeriana como referencial para estudos sobre formação em saúde. Interface (Botucatu) [online]. 2012, vol.16, n.42, pp. 809-817.  Epub Aug 30, 2012. ISSN 1414-3283.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832012005000035.

Reflete-se sobre as possibilidades da fenomenologia heideggeriana como referência na análise da educação na saúde. Heidegger propõe, em "Ser e tempo", a investigação sobre o sentido do ser, fundamental para o conhecimento que o homem possa ter de si mesmo como ser finito. Suas ideias provocaram transformações na concepção humanista moderna e na prática em educação. O indivíduo é sempre ator, sendo na medida em que existe, experimentando a si próprio na existência. O modo de ser privativo da saúde, o padecimento, é acompanhado sempre de uma limitação da possibilidade de viver. Assim, a fenomenologia heideggeriana nos ajuda a questionar a educação em saúde. Compreende-se que o homem se encontra sempre em copresença, entre a preocupação substitutiva e a libertadora. Este caminho se mostra possível quando contemplados os diversos modos de ser-professor e de ser-estudante. Possibilita-se, assim, aprofundar o ensinar-aprender na formação em saúde.

Keywords : Metodologia; Educação; Processo saúde-doença; Fenomenologia; Heidegger.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese