SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue43Biomedicalization and childhood: attention deficit hyperactivity disorderThe psychosocial dimension in promoting healthy dietary practices author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Interface - Comunicação, Saúde, Educação

Print version ISSN 1414-3283

Abstract

VILACA, Murilo Mariano  and  PALMA, Alexandre. Limites biológicos, biotecnociência e transumanismo: uma revolução em Saúde Pública?. Interface (Botucatu) [online]. 2012, vol.16, n.43, pp. 1025-1038.  Epub Nov 30, 2012. ISSN 1414-3283.  http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832012005000042.

O desenvolvimento da biotecnociência tem propiciado avanços biotecnológicos tidos como capazes de instituir uma revolução. Hipoteticamente, haverá mudanças radicais quanto à compreensão, manipulação e promoção da vida humana. A perspectiva é de que os chamados limites biológicos possam ser superados, libertando-nos, por exemplo, do processo do adoecimento. À semelhança dos transumanistas, alguns apostam nos benefícios disso; outros, contudo, ressaltam seus hipotéticos e graves malefícios, como é o caso dos bioconservadores. No presente artigo, definem-se os conceitos de biotecnociência e biotecnologia, analisando-se criticamente seus potenciais; descrevem-se os aspectos gerais do transumanismo, contribuindo para o desenvolvimento do ainda incipiente debate, no Brasil, sobre esse polêmico movimento; e especula-se sobre algumas implicações da interface biotecnociência-transumanismo, analisando-se se ela revolucionará completamente o campo da Saúde Pública ou se haverá continuidades e descontinuidades.

Keywords : Limites biológicos; Biotecnociência; Transumanismo; Ambiguidades; Saúde Pública.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese